Mentiras, inutilidades, pornografia infantil e vírus no whatsapp e rede sociais

O tempo todo vemos circulando nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp, grande volume de inutilidades, como as correntes e o tradicional “digite seu amém”, também é grande o volume de informações falsas, mentiras, vírus, ponografias e pornografia infantil e de pessoas mortas ou mutiladas …

Entenda:

  • O 13° salário não foi extinto.
  • Temer não extinguiu o bolsa família (apesar que essa podia se verdade)
  • O WhatsApp não cobrará por mensagem caso você, e não reenvie mensagem a mais de 3 grupos.
  • Silvio Santos não morreu.
  • Galvão Bueno não morreu.
  • Faustão também não morreu.
  • Michael Jackson não esta vivo, esse sim morreu.
  • Seu celular não terá a bateria recarregada porque você compartilhou uma mensagem em três grupos.
  • Seu celular não fará ligações gratuitas porque você compartilhou uma mensagem em sete grupos.
  • Se um dia o Whatsapp fizer vídeo-chamadas seu aplicativo será automaticamente atualizado, independente de você compartilhar uma mensagem.  
  • Novos emoticons não “aparecerão” porque você compartilhou uma mensagem ou porque clicou num link… 99,99% das vezes é vírus!!
  • A TIM, a VIVO e a CLARO não estão de aniversário e não vão distribuir créditos para celular.
  • A menininha com câncer não vai ser curada só porque conseguiu cem curtidas e 50 comentários com amém.
  • Deus não depende de suas curtidas ou compartilhamentos para te abençoar!
  • Publicar foto de crianças vítimas de violência sexual É CRIME!!
  • Compartilhar Imagens de cadáveres e pessoas mutiladas, além de ser um desrespeito, acaba por ferir a família. É Crime está previsto no artigo 212 do Código Penal Brasileiro, tipificado como vilipêndio a cadáver. No caso de vilipêndio de cadáver a ação é pública incondicionada. Sendo assim, pode ser feita uma investigação pelas autoridades e até o ajuizamento da denúncia sem depender do interesse das pessoas envolvidas.

Por isso, é essencial antes de sair compartilhando qualquer conteúdo em suas redes sociais ou WhatsApp ou registrar algo sempre agir pautado pelo bom senso verificando se a informação procede. Afinal, ninguém gostaria que algo nessas circunstâncias acontecesse com a sua própria família, não é?


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

About Redação da Revista JusRO

Revista Jurídica JusRO proporcionando desde 2008 um espaço dinâmico para a divulgação de noticias jurídicas, artigos jurídicos, trabalhos acadêmicos, roteiros de aulas. Torne-se um seguidor, contribua e participe você também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *