Category Archives: Não é brinquedo, não

Tabela Para Serviços Especiais 2017

Published by:

Muitos estudantes de direito sonham com a advocacia. Direito não é um curso fácil, pois abrange várias áreas. A maioria dos estudantes se entregam aos livros, se apaixonam pelas doutrinas e jurisprudências durante os cinco anos da faculdade, ao encarar a prática jurídica do lado de fora da faculdade percebem que há muito ainda o que aprender.

A batalha do advogado não é tão fácil como vemos nos filmes hollywoodianos, requer muito estudo, esforço e dedicação. Por mais difícil que seja, nunca deixe que a sua vontade de exercer a advocacia seja adormecida. Muitos obstáculos surgem durante esta caminhada, VALORIZE-SE NOBRE COLEGA. A vitória chegará, basta acreditar. Enquanto isso encare a profissão de advogado com estilo e com bom humor.

Falando em bom humor veja abaixo uma Tabela Para Serviços Especiais 2017:

campanha-nacional-honorarios

Só uma olhadinha no processo: …………………………………………………………R$100,00

Só uma ida no fórum: …………………………………………………………………….. R$100,00

Só ver o que está acontecendo: ……………………………………………………… R$150,00

Mudar só isso: …………………………………………………………………………… R$ 150,00   

Consulta por telefone/ WhatsApp: ………………………………………………. R$ 350,00

Com Vade Mecum eu falaria com juiz: …………………………………………. R$500,00

Coisa Rápida: ……………………………………………………………………………. R$500,00

Besteirinha: …………………………………………………………………………….. R$800,00

Só uma audiência: ……………………………………………………………………….. R$800,00

Dr já sei o que é: ………………………………………………………………………… R$1.000,00

Não leva 5 min: ………………………………………………………………………….. R$1.000,00

Quebra Galho:  ……………………………………………………………………….. R$1.200,00

Ver como fica: ………………………………………………………………………. R$1.500,00

Favorzinho: …………………………………………………………………………. R$2.500,00

Vai ser bem simples: ………………………………………………………….. R$4.000,00

Meu parente: …………………………………………………………………….. R$5.000,00

Meu amigo: ………………………………………………………………………. R$5.500,00

Na cortesia DR: ……………………………………………………………….. R$6.000,00

Não precisa ser muito profissional: ……………………………………. R$8.000,00

Dr outro advogado é mais barato: ………………………………………. R$8.500,00

Conserta a cagada do outro que fez barato: …………………………………. R$10.000,00

CLIENTE, VALORIZE SEU ADVOGADO.

ADVOGADO, VALORIZE-SE. NINGUÉM É MELHOR DO QUE VOCÊ PARA SABER O VALOR DE SEU SERVIÇO.


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Mau cheiro obriga piloto de avião fazer pouso de emergência

Published by:

Avião de uma companhia aérea Sul-africana foi forçado a fazer uma aterragem de emergência, porque a vagina de uma passageira estava fedendo. 

O site Sul Africano Gossipimill, avançou que o mau cheiro da vagina estava a incomodar os restantes passageiros da Aeronave que começaram a passar mal, tendo estes de seguida notificado o capitão que resolveu fazer uma aterragem forçada.

Uma equipe técnica foi acionada para desinfetar o avião, enquanto a mulher era levada ao hospital. De acordo com relatos, o odor era semelhante a de “uma pessoa morta”.

Fonte: Com informações de Folha de Maputo


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Passageiros viajam ao lado de mulher morta em voo

Published by:

Passageiros passaram por uma situação totalmente inusitada durante um voo da companhia aérea russa Azur, que fazia a ligação entre Antalya, na Turquia, e Moscovo. Uma mulher de 50 anos morreu durante o voo 45 minutos depois do avião levantar voo.  Ela era diabética e tinha deixado a insulina na bagagem do porão e, segundo o marido, tinha tomado uma dose uma hora antes do voo, pelo que terá pensado que não iria precisar de mais.

Segundo o Sic Notícias, o corpo foi deixado no corredor, tapado com um cobertor. Por ser uma aeronave de menor dimensão, o procedimento neste tipo de situações passa por colocar a vítima no chão, numa fila vazia de bancos. Contudo, o voo estava lotado e a solução, assim, foi usar o espaço do corredor. O voo que teria duração de 3h30 poderia ter retornado ao local de partida, mas o piloto se recusou.

Fonte: Com informações de Notícias ao Minuto – Foto: Reprodução/Twitter


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Curriculum de um baiano supersincero

Published by:

Todos os dias, empresas grandes recebem centenas (talvez milhares) de currículos. Com tanto material para avaliar, os recrutadores dificilmente gastam mais de um minuto na leitura. Pensando nisso o candidato a uma vaga de emprego Lucas Lopes Batista em 2007 elaborou Curriculum supersincero, que nenhum gerente de RH recomendaria, mas que ficou realmente se a empresa não contratou é por que as pessoas da empresa não dinâmicas e não tem cabeça aberta. O Curriculum ficou bom, realmente bom

CURRICULUM 

Esse Currículo foi realmente enviado para algumas empresas. Vejam é muito Bom

APRESENTAÇÃO PESSOAL

MEU NOME

Lucas Lopes Batista – 23 anos. Não vou colocar meu cpf porque agora virou moda pedir cpf, meu nome está no SPC, mas não é porque sou caloteiro é porque estou com um débito alto da faculdade e estou sem grana para pagar. Agora se vocês me derem a oportunidade de trabalho com certeza pagarei mais rápido.

ENDEREÇO

Eu moro no bairro de Nazaré – Salvador/ Ba. Não preciso mencionar a rua, pois acredito que no momento vocês não virão me visitar e nem me enviarão correspondências.

CONTATO

É o telefone eu posso dar caso vocês queiram me ligar pra marcar uma entrevista. XXXX-XXXX/ XXXX-XXXX

Email: lukaolopes@gmail.com

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Estava cursando Produção Editorial na Hélio Rocha. Tranquei por problemas técnicos (no bolso), pretendo resolver o mais rápido possível para voltar logo!

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

A minha é grande! (Para quem tem 23 anos)
Estagiei na Petrobrás Distribuidora S/A. em 2001. Assim que sai de lá fui trabalhar numa locadora de filmes na graça. Fiquei dois meses porque A Fórmula uma empresa maior (e melhor) me chamou, comecei lá em 2002 sai em 2005 foi a empresa que durei mais. Era muito boa, lá eu aprendi melhor relacionamento humano, como lidar com colegas de trabalho, infelizmente o meu horário de trabalho estava atrapalhando na faculdade. (Uma pena, mas a fila anda). Coincidiu que no mesmo mês a Atento (Vivo) me chamou e eram 6 horas, não atrapalhava na faculdade. Achei que lá era o Paraíso Tropical, mas de Paraíso não tinha nada. Era um trabalho chato e estressante. (Eu sou agitado, apesar de não parecer) detesto ficar sentado muito tempo. Depois de um ano quebrei as correntes da escravidão e fui pra uma locadora falida lá em Vilas do Atlântico (Vídeo Vilas). Lá eram 5 horas e pagava legal, mas como felicidade de pobre dura pouco; eu tinha um chefe-infernal (Estilo Meryl Streep em “O Diabo Veste Prada”) agüentei seis meses e pedi pra sair. Depois de três meses na dança-do-desempregado fui dar aulas de informática no colégio Mundial (Vila Laura) lá era tudo ótimo, chefe, colegas, alunos, só que como nada é perfeito o salário não era lá uma Brastemp.Quando estava me acostumado com o lugar a empresa Politec que presta serviços pra Caixa me chamou pra seleção e blá, blá, blá. O salário era melhor e como a grana fala mais alto (ou melhor gritaaaaa!) pedi pra sair do colégio com o broken heart, mas fazer o quê? É a vida é bonita e é bonita…Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Agora estou aqui sendo sincero com vocês sabendo que meu New Currículo vai parar na próxima lixeira, eu sei que esta empresa só emprega lixo e eu sou o bom, eu sou o cara, basta ver meu currículo, em todos os casos, caso mude de idéia é só ligar..

IDIOMA

Antes eu mentia coloca no currículo que tinha Inglês – fluente e Espanhol – básico. Tudo balela! Em Inglês, só sei “What´s your name, How are you” e etc.

Aliás, não sei pra que pedem inglês no currículo, sei da importância de possuir um idioma e pretendo aprender o inglês e outra língua que puder, mas realmente inglês para exercer funções simples é desnecessário, aqui na Bahia tem mesmo é que saber o ó xenti que o nosso be a bá.

CURSOS

Tenho os cursos básicos de: Telemarketing, Informática (já com Windows Vista), Atendimento a Clientes e Vendas, Relacionamento Humano, Comédia Coorporativa, capoeira, empacotador, e estou me escrevendo para um curso de acarajé (ninguém sabe do futuro né?).

TALENTOS

Não é querendo me gabar, mas é o que eu possuo de melhor, infelizmente nos cargos que ocupei não tive a oportunidade de mostrar meus talentos. Só na “A Fórmula” é que tive a oportunidade de organizar alguns eventos e mostrar um pouco minhas facetas, um dia ainda vou estar na Globo.

Obs: A iniciativa de criar este currículo foi para inovar, porque assim vocês ficam me conhecendo melhor e evitam o transtorno de me chamar para uma entrevista, fazer eu gastar R$ 4,00 de transporte e me reprovarem numa dinâmica. Poupa meu bolso e poupa o tempo de vocês. E tem mais! Este currículo é só para pessoas dinâmicas e com a cabeça aberta. Se você for antiquado (a), museu, tiver alma de “velho”, com certeza jogará este currículo na lixeira. Mas estará perdendo a grande oportunidade de me conhecer! Desde já agradeço a atenção.

Abaixo, podemos ver um trecho de uma entrevista que Lucas concedeu a uma afiliada da Rede Globo, na Bahia se não conseguiu o emprego pelo menos ele apareceu na Globo:

Nossos aplausos  👏👏👏👏👏👏 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

Fonte: Recebemos essa resposta via WhatsApp


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. 

Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

13 casos judiciais por motivos absurdos

Published by:

Advogado adora procurar uma brecha na lei, mas tem alguns que perde a noção e resolve disparar processos a torto e direita. Conheça 13 casos muito bizarros de quem resolver mover a maquina judiciária por motivos completamente absurdos. E saiba que a escolha desta lista foi complicada, pois tem muito advogado pirado por aí.

1. Cerveja não traz felicidade

O cidadão americano Richard Harris não gostava muito de cerveja. Mas, depois de assistir a um comercial na TV, resolveu experimentar. Só que a bebida não cumpriu a promessa feita na propaganda: nenhuma mulher linda e vestida com poucas roupas se interessou por ele. Harris disse que o caso lhe causou estresse, e moveu um processo contra a cervejaria Anheuser-Busch. Pediu uma indenização de US$ 10 mil. Não ganhou.

2. Ninguém pode usar o nome Lindsay, já que o nome lembra Lindsay Lohan

Uma firma de Wall Street chamada E-Trade colocou no ar um comercial no Super Bowl de 2010 que era bem engraçadinho: bebês falantes engatavam uma conversa e comentavam sobre uma tal de “milkaholic Lindsay”, uma Lindsay viciada em leite. E eis que a atriz Lindsay Lohan viu, não gostou nem um pouco e meteu um processo de 100 milhões de dólares na empresa. De acordo com ela, ainda que o seu sobrenome não tenha sido citado, todo mundo pensa nela quando alguém fala o nome Lindsay – seria tipo falar Oprah, Madonna ou Cher (aham Cláudia, senta lá). E, já que dá para comparar leite com álcool, a carapuça serviu. Até hoje a E-Trade tenta explicar para a atriz que Lindsay Lohan já denegriu a imagem de Lindsay Lohan de forma irrecuperável e que comercial algum poderia denegrir mais ainda, e que então é melhor ela sossegar o facho.

3. Que insulto! Ser confundido com uma celebridade.

Muita gente adoraria ser confundida com uma celebridade, mas este não foi o caso de Allen Heckard. Em 2006, ele resolveu processar ninguém mais, ninguém menos que Michael Jordan e o fundador da Nike Phil Knight. Allen pediu 832 milhões de dólares alegando difamação, danos permanentes, danos emocionais e sofrimento público só porque é comum as pessoas confundirem o cara com a estrela do basquete. E ele quis deixar bem claro que, se alguém se parece com alguém, é Michael Jordan que se parece com ele, ora essa! Heckard retirou o processo logo depois. Deve ter percebido quão ridículo ele era. Ele mesmo, não o Michael Jordan.

4. Direitos autorais por usar seu “poder divino”!

Christopher Roller é um mágico comum de Minnesota, Estados Unidos. Quer dizer, comum coisa nenhuma – ele pensa que é um deus. E quando Roller viu David Copperfield e David Blaine ganharem fama e dinheiro com truques mágicos em 2005, ele processou os dois por usarem seus “poderes divinos” (sim, com estas palavras) sem a sua autorização. A corte retirou o processo porque, né?, era sem noção.

5. Batman x Batman: quem veio primeiro, a cidade ou o homem-morcego?

Em novembro de 2008 o prefeito da cidade de Batman, na Turquia, decidiu processar a Warner Bros e o diretor Christopher Nolan pelo uso do nome Batman no filme Cavaleiro das Trevas. Se ele não autorizou o uso do nome, ninguém deveria ter o direito de usá-lo. Vamos fingir que a cidade não quis abocanhar parte da bilheteria bilionária do filme e acreditar que ela passou 70 anos sem perceber que o herói existia. Né?

6. Tropeçou numa criança? Hora de abrir um processo!

Em janeiro de 2000, Kathleen Robertson estava feliz e contente andando em uma loja de móveis de Austin, Texas, quando tropeçou em uma criancinha que corria enlouquecida e descontrolada pela loja. Resultado: ela levou um tombo e quebrou o tornozelo. É, que chato.

Esperta que é, Kathleen meteu um processo na loja e pediu 780 mil dólares de indenização – afinal, onde já se viu deixar uma criança correr ensandecida daquele jeito?

E não é que a mulher ganhou o processo? Pois é, mas você não sabe do pior. Quem era a criança mal criada? Apenas o filho da Sra. Robertson.

7. O Ladrão que Processou a Vitima

Em 2008, Wanderson Rodrigues de Freitas, de 22 anos, invadiu uma padaria em Belo Horizonte. Portando um pedaço de madeira para simular uma arma embaixo da camiseta, rendeu a funcionária do caixa, pegou os R$ 45 que encontrou e estava de saída quando o dono do estabelecimento apareceu na porta.

Era o décimo assalto em 7 anos de existência da padaria – o mais recente tinha acontecido apenas 4 dias antes. O comerciante se irritou e partiu para cima de Freitas. Os dois rolaram pela escada que dá acesso ao estabelecimento.

Na rua, o ladrão apanhou de outras pessoas que passavam, até a polícia ser chamada e prendê-lo em flagrante. Ele foi preso e, de dentro da cadeia, entrou com um processo por danos morais contra o dono da padaria. “Os envolvidos estouraram o nariz do meu cliente”, diz José Luiz Oliva Silveira Campos, advogado do ladrão.

“Em vez de bater, o dono da padaria poderia ter imobilizado Wanderson. Ele assaltou, mas não precisava apanhar.”

A ação não foi aceita pelo juiz, Jayme Silvestre Corrêa Camargo.

“A pretensão do indivíduo, criminoso confesso, apresenta-se como um indubitável deboche”, ele afirmou em sua decisão.

“Uma das exigências para pedir indenização é o que o seu ato seja lícito, e não é o caso”, diz Clito Fornassiari Júnior, mestre em direito processual civil pela PUC-SP. Wanderson está preso e aguardando o julgamento.

8. Mr. Processos Esdrúxulos!

Desde 2006, o presidiário Jonathan Lee Riches, da Carolina do Sul, parece ter estabelecido como meta de vida abrir processos bizarros que nunca vão pra frente. Com mais de 1000 pedidos de processo, Jonathan é uma celebridade na área. Aqui vão os principais:

– Em agosto de 2007 ele processou o jogador de baseball Barry Bonds por vários motivos: vender esteróides a freiras, dar gás de mostarda a Saddam Hussein e por obrigá-lo a levantar halteres na frente de seus colegas de trabalho (heim?). Pediu 42 milhões de dólares.

– Em setembro do mesmo ano ele processou Elvis Presley. As alegações: ter roubado as suas costeletas, ter vendido frango contaminado e – pasmem! – ter um acordo secreto com Osama Bin Laden.

– Falando em ícones da música, Riches também tentou processar Michael Jackson, dizendo que o rancho Neverland abrigava um exército de Hitler, e o rapper 50 Cent,que teria roubado as suas músicas e forçado o cara a assediar grupos como Tears for Fears. Queria pedir 35 bilhões de dólares por isto!

– Em março de 2006 ele bateu um recorde: fez um processo de 57 páginas acusando nomes como George W. Bush, Papa Bento 16, Bill Gates, Rainha Elizabeth, Burt Reynolds, Google, Exército da Salvação, Carta Magna, “vítimas do tsunami”, Kremlin, Nostradamus, Lincoln Memorial, deuses nórdicos, Pizza Hut, União Européia, Igreja Metodista, Viagra, “ninjas samurais” e Plutão (sim, Plutão). Acusando do quê? Ofensas aos direitos civis (ele não chegou a especificar quais).

9. Pelo direito de soltar pum

Uma funcionária de uma fábrica de Cotia (SP) processou a companhia que a demitiu por justa causa. É que o motivo alegado para a demissão era flatulência (Pum, Peido).

O caso foi parar nas mãos do desembargador Ricardo Artur Costa e Trigueiros, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, que deu ganho de causa à trabalhadora.

A eliminação involuntária, conquanto possa gerar constrangimentos e, até mesmo, piadas e brincadeiras, não há de ter reflexo para a vida contratual.

10. Sem sexo na noite de núpcias

Em 2009, na província chinesa de Hubei, o agricultor Li Jun resolveu tirar satisfação com sua nora, Liang Qian, quando descobriu que ela tinha se recusado a fazer sexo com o filho dele na noite de núpcias. Acabou apanhando da família toda. Agora move um processo por danos morais. O juiz ainda tenta convencer os dois lados a fazer um acordo, mas o casal já se reconciliou.

11. Cafezinho caro da peste

Este caso é tão clássico que deu origem ao Prêmio Stella – que celebra as decisões judiciais mais bizarras do ano. Em 1992, Stella Liebeck, de 79 anos, processou o McDonalds porque se queimou ao abrir um copinho de McCafé. Ganhou US$ 2,8 milhões, pois seus advogados provaram que a lanchonete servia o café pelando, a 70 graus centígrados – temperatura considerada alta demais para o consumo do produto.

11. O Cara que se auto processou.

Em 1995 Robert Lee decidiu processar e arrancar 5 milhões de dólares de Robert Lee. Não, não se trata de um homônimo, Robert processou a si mesmo. Oi? Pois é, o homem alegou que ele violou seus próprios direitos e crenças religiosas quando ficou bêbado e cometeu os crimes que o levaram a uma pena de 23 anos de prisão. E o que ele poderia ganhar processando a si mesmo? Ora, muita coisa! Como o fato de estar preso impede que ele tenha emprego e uma renda fixa, ele tinha esperanças de que o estado pagasse a indenização que ele deveria pagar para ele mesmo. É claro que o processo foi jogado no lixo.

12. Chinês processa esposa porque ela fez plástica para ficar bonita

Um chinês pediu o divórcio e processou a mulher depois que descobriu que ela havia feito uma cirurgia plástica para ficar mais bonita antes de eles se casarem, segundo a imprensa local. Jian Feng alega que foi enganado pela esposa, pois ele acreditou que a beleza dela era natural, e não formada a partir do bisturi de um cirurgião.

E ainda a justiça deu ganho de caso Feng que ganhou uma indenização de cerca de R$ 245 mil. Feng disse, em audiência no tribunal, que estava profundamente apaixonado por sua esposa, até que ela deu à luz uma menina.

Segundo ele, a criança era muito feia, sem semelhanças com ele ou a esposa. Feng acabou descobrindo que a mulher havia passado por uma cirurgia plástica e pediu o divórcio.

13. O Advogado e seus charutos raros

Advogado de Charlotte, NC, comprou uma caixa de charutos muito raros e muito caros. Tão raros e caros que colocou-os no seguro, contra fogo, entre outras coisas.

Depois de um mês, tendo fumado todos eles e ainda sem ter terminado de pagar o seguro, o advogado entrou com um registro de sinistro contra a companhia de seguros.

Nesse registro, o advogado alegou que os charutos “haviam sido perdidos em uma série de pequenos incêndios”.

A companhia de seguros recusou-se a pagar, citando o motivo óbvio: que o homem havia consumido seus charutos da maneira usual. O advogado processou a companhia…

E GANHOU. Ao proferir a sentença, o juiz concordou com a companhia de seguros que a ação era frívola. Apesar disso, o juiz alegou que o advogado “tinha posse de uma apólice da companhia na qual ela garantia que os charutos eram seguráveis e, também, que eles estavam segurados contra o fogo, sem definir o que seria fogo aceitável ou inaceitável” e que, portanto, ela estava obrigada a pagar o seguro charutos.

Em vez de entrar no longo e custoso processo de apelação, a companhia aceitou a sentença e pagou U$15 mil dólares ao advogado, pela perda dos charutos raros nos incêndios.

AGORA A MELHOR PARTE:

Depois que o advogado embolsou o cheque, a companhia de seguros o denunciou e fez com que ele fosse preso, por 24 incêndios criminosos!!! Usando seu próprio registro de sinistro e seu testemunho do caso anterior contra ele, o advogado foi condenado por incendiar intencionalmente propriedade segurada e foi condenado a 24 meses de prisão, além de uma multa de US$ 24.000.

Referencia

Super interessante
Planeta Bizarro G1. Globo


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos,  contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Gato Chuck Norris ataca cinco pitbulls e coloca dona dos cães no hospital

Published by:

Gatinho enfrenta cinco pitbulls, nocauteando os cinco e levando a pessoa que passeava com os cachorros para o hospital. Kyla Groover, dona de um dos pitbulls, disse que o gato chegou descontrolado e atacou os cães sem nenhum motivo aparente: “Ele ficou pulando e arranhando a cara dos cachorros”. O dono do gato disse que ele fica “intimidado” na presença de cachorros e, por isso, atacou os pitbulls.

Créditos: Reprodução / Facebook “Bandida” foi a cadela que teve os piores ferimentos

Créditos: Reprodução / Facebook
“Bandida” foi a cadela que teve os piores ferimentos

Os cinco dos pitbulls ficaram gravemente feridos. “Bandida” foi a cadela que teve os piores ferimentos e precisou tomar antibióticos no consultório veterinário.“Fiquei tranquila quando o veterinário disse que ela não perderia um dos olhos”, disse Groover. Os donos dos cachorros também ficaram feridos, pois foram arranhados pelo gato quando tentavam tirá-lo de cima de seus pets.

Fonte: Catraca Livre


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

A herança e a pontuação

Published by:

Um homem rico agonizava em seu leito de morte. Pressentindo que o fim estava próximo, pediu papel e caneta e escreveu:

Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do advogado nada dou aos pobres.

Mas morreu antes de fazer a pontuação. Para quem o falecido deixou a sua fortuna? Eram quatro concorrentes:

1. O sobrinho fez a seguinte pontuação:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do advogado. Nada dou aos pobres.

2. A irmã chegou em seguida e pontuou assim:

Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do advogado. Nada dou aos pobres.

3. Aí chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do advogado? Nada! Dou aos pobres.

3. O advogado pediu cópia do original e puxou a brasa pra sardinha dele:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do advogado. Nada dou aos pobres.

Moral da história:

A vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras concurseiro. Nós é que fazemos a pontuação. E isso faz toda a diferença concurseiro.

Fonte: Autoria desconhecemos


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Justiça que tarda…

Published by:

Caso de hoje ocorreu em 28 de março de 2005 em de Lisboa (capital portuguesa). Dois homens entram em luta corporal após uma boba discussão no trânsito. Gonçalo leva uns socos a mais na frente da namorada. Decide não deixar barato. Vai até seu carro, pega um revólver calibre 32 e atinge com três tiros nas costas Nélio Marques, 25 anos, que morre quatro horas depois num Hospital da capital portuguesa. 

O autor dos disparos é preso no  local do crime, mas logo é solto.  Passou seis meses sem poder sair de casa com uma pulseira eletrônica. Em abril de 2010 foi condenado a 12 anos de prisão por homicídio simples, longe da pena máxima de 25 anos.

Após o julgamento, um parecer de um professor de medicina, põe em cheque os fundamentos da sentença. Afirma que a morte decorreu de uma parada cardíaca ocorrida durante a intervenção cirúrgica, supostamente feita tarde demais em Nélio.

Durante o julgamento, os juízes recusaram ouvir os médicos do hospital onde Nélio foi buscar socorro. Interrogaram apenas os técnicos legistas do IML que fizeram a autópsia e atribuíram a morte a um choque hipovolêmico (perda de sangue) provocado pelos disparos.

A defesa de Gonçalo recorreu e o Tribunal deu-lhe razão: o julgamento tem ser retomado, o acórdão refeito e os médicos do Hospital deverão ser ouvidos.

Realizou-se novo julgamento em 2012 e os peritos médicos foram unânimes em afirmar que a morte de Nélio Marques, por paragem cardíaca, resultou da impossibilidade de estancar as hemorragias causadas pelos diversos ferimentos de bala, que lhe perfuraram os pulmões e outras partes do corpo.

Gonçalo foi condenado novamente a 12 anos de cadeia, ou seja, a mesma pena que havia sido aplicada antes da repetição do julgamento ordenada pelo Tribunal da Relação de Lisboa. Como acontece por aqui, ainda falta muito chão para Gonçalo recolher-se ao cárcere. Para mais informações sobre o fato: clique aqui.

Fonte: Com Informação do diariodeumjuiz.com.br


A reprodução está autorizada, desde que citada a fonte (Site JusRO).


Curta e Indique nossa Fan Page JusRO para seus amigos e familiares.

Juíza se fantasiam de princesa da Disney em audiência de adoção

Published by:

Quem disse que os Tribunais tem que se lugar nada divertido? No ultimo dia 8 de junho de 2016 já prometia ser importante na vida de Danielle Koning, 5, ela participaria da audiência final que daria sua guarda à família com quem já mora, em Grand Rapids, Michigan, desde 2014. Entretanto, a assistente social que cuidou do seu caso teve uma ideia para deixar o dia ainda mais especial: trocar as roupas sisudas e sérias utilizadas em um tribunal por trajes de príncipes e princesas Disney.

A audiência marcada tinha o intuito de finalizar o processo de adoção e conceder a guarda de Danielle ao casal Sarah Koning e Jim Koning. Segundo a diretora-executiva do centro de adoção, a menina sempre amou princesas da Disney – sua favorita é a Cinderela – e, por isso, a assistente social que estava cuidando do caso teve essa ideia. No início, ela pediu para uma colega se vestir de Cinderela, mas a história foi virando uma bola de neve em que todos queriam participar.

disney-princesses-courtroom-child-adoption-danielle-koning

juiza

Quando Danielle entrou no tribunal, vestida de fada, deparou-se com um príncipe e oito princesas da Disney – entre elas a juíza Patricia Gardner, a Branca de Neve.  

Veja o vídeo:

E Depois dizem que o Direito é frio.

Fonte: Com informação da GALILEU


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: (69) 9987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Dr Ninja do Tribunal do Júri 1º mortal em plenário

Published by:

Um vídeo que esta circulando nas redes sociais desde a ultima  quinta-feira, 16,  um Advogado paranaense dando um salto mortal em pleno tribunal do juri. Uma manobra arriscada e inusitada.  Após o mortal, o advogado questiona: “se isso aqui fosse um crime, e meu sócio não soubesse, ele teria que ser punido por isso? Se fui eu que fiz?”. Ele defendia uma mulher acusada de homicídio por acompanhar um homem, também acusado de homicídio. 

A um jornal local, o advogado afirmou que sua manobra acabou despertando a inveja de alguns advogados, que o agrediram e até incendiaram seu fusca.  O caso gerou uma grande repercussão e o advogado passou a ser conhecido como “doutor Ninja”.

Veja o vídeo do salto e logo abaixo.

Cada advogado tem sua estratégia no plenário do Juri e essa realmente essa foi genial.

Fonte: Recebido o vídeo via WhatsApp


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: (69) 9987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.