Category Archives: Direito, Tv e Cinema

09 Filmes sobre Pedofilia

Published by:

A Equipe Canal Conselho Tutelar traz uma lista com 9 filmes que trata a respeito da pedofilia. Esses não pode ficar menosprezado nas prateleiras das locadoras. Deve ser utilizado como fonte subsidiaria de demonstração de casos que são reais, até porque os filmes é espelho da pura e cruel realidade.

1.  Na Captura dos Friedmans (um documentário tocante e instigante sobre um respeitado professor, preso em 1987, junto com seu filho de 18 anos, sob a acusação de abusar de menores. Na época, a história causou grande repercussão, colocando a comunidade contra a família, que desintegrou-se. A partir de filmes caseiros, o diretor reconstrói os fatos, deixando no ar a dúvida da culpa. quem se lembra da escola Base?).

2. Lolita (o professor Humbert Humbert – o genial James Mason – aluga um quarto na casa de uma viúva, que mora com sua filha Dolores, de 12 anos, por quem fica fascinado. A ponto de concordar em casar com a viúva, só para ficar perto da menina. Para complicar surge um vilão ainda mais doentio – Peter Sellers. grande filme de Stanley Kubrick baseado no polêmico livro de Vladimir Nabokov. Foi desnecessariamente refilmado por Adrian Lyne em 1997).

3. Menina Bonita (em 1917, a bela filha de 12 anos de uma prostituta – Brooke Shields e Susan Sarandon respectivamente -, mora com ela num bordel e se prepara para seguir os passos da mãe. Tem sua virgindade leiloada e, logo depois, se casa com um fotógrafo bem mais velho – Keith Carradine. Um bom filme de Louis Malle, com linda fotografia de Sven Nykvist, mas que hoje não seria feito).

4.  Felicidade (a história da vida disfuncional de três irmãs, uma delas é mãe de três filhos e feliz casada com um psiquiatra – Dylan Baker. infelizmente ele tem uma fascinação por meninos, os colegas do filho de 11 anos, fantasia sobre um assassinato em massa no parque e se masturba vendo revistas adolescentes… simpático, não? Uma pequena obra-prima de Todd Slodonz, que tem ainda mais uma ótima participação de Philip Seymour Hoffman).

 

5.  Menina Má.com (uma garota de 14 anos – Ellen Page, a Juno – marca um encontro com um fotógrafo de 32 anos, que conheceu na internet. Ele fica fascinado pela garota e a convence a ir até sua casa. mas as coisas não são como parecem e ela executa uma vingança planejada contra quem ela acredita ser um pedófilo e possível assassino. Filme do diretor de clipes David Slade).

6.  For a Lost Soldier (um soldado canadense na Holanda no final da segunda desenvolve uma forte amizade com um menino de 12 anos, que está na casa de parentes. A história é contada pelo ponto de vista do garoto e, com alguma sutileza, sugere sua iniciação sexual. É uma história de amor arriscada de se contar, que procura não fazer juízo da relação, e acho que não seria mostrada se o filme não fosse holandês).

7.  A Menina do Fim da Rua (Jodie Foster é uma garota de 13 anos, que vive sozinha numa casa e sempre inventa uma desculpa para seu pai estar ausente. Seu maior problema é a mulher que alugou a casa para seu pai e seu filho pedófilo – Martin Sheen, repulsivo. Ela fará qualquer coisa para proteger sua independência e seu segredo).

8.  O Lenhador (depois de 12 anos preso por molestar garotinhas entre 10 e 12 anos, Kevin Bacon sai em condicional e consegue um emprego. Seu maior problema é que só consegue uma apartamento a menos de 100 metros de uma escola. Mas tenta reconstruir a vida, quando percebe um pedófilo rondando os garotinhos da escola. hollywood).

9. Mistérios da Carne (dois rapazes, abusados na infância pelo treinador de beisebol, lidam de maneira bem diferente com o fato. Um deles, traumatizado, apagou o abuso da memória e acredita ter sido abduzido por alienígenas. o outro – o excelente Joseph Gordon-Levitt -, se torna um bad boy e garoto de programa. de longe o melhor filme do cineasta – de filmes de temática gay – Greg Araki).

Porta em Porta – Ser Especial é ser você mesmo

Published by:

Portland, Oregon, 1955. Apesar de ter nascido com uma paralisia cerebral, que cria limitações na sua fala e movimentos, Bill Porter (William H. Macy) tem todo o apoio da sua mãe para obter um emprego como vendedor na Watkins Company. Bill consegue o emprego, apesar de certa relutância devido às suas limitações, pois teria que ir de porta em porta oferecendo os produtos da companhia. Bill só conseguiu o emprego quando disse para lhe darem a pior rota. Primeiramente Bill é rejeitado pela pessoas “normais”, mas ao fazer sua 1ª venda para uma alcóolatra reclusa, Gladys Sullivan (Kathy Baker), ele literalmente não parou mais. Por mais de 40 anos Bill caminhou 16 quilômetros por dia e, para ajudá-lo nesta trajetória, além da sua mãe e Gladys, surgiu Shelly Soomky Brady (Kyra Sedgwick).

Documentário Juízo (Jovens infratores no Brasil)

Published by:

juizo Download   Juízo   XviD (Nacional)

Juízo acompanha a trajetória de jovens com menos de 18 anos de idade diante da lei. Meninas e meninos pobres entre o instante da prisão e o do julgamento por roubo, tráfico, homicídio.
Como a identificação de jovens infratores é vedada por lei, no filme eles são representados por jovens não-infratores que vivem em condições sociais similares.
Todos os demais personagens de Juízo – juízes, promotores, defensores, agentes do DEGASE, familiares – são pessoas reais filmadas durante as audiências na II Vara da Justiça do Rio de Janeiro e durante visitas ao Instituto Padre Severino, local de reclusão dos menores infratores.
Juízo atravessa os mesmos corredores sem saída e as mesmas pilhas de processos vistas no filme anterior de Maria Augusta Ramos, o premiado Justiça. Conduz o espectador ao instante do julgamento para desmontar os juízos fáceis sobre a questão dos menores infratores.

15 de Outubro: Escritores da Liberdade

Published by:

O filme “Escritores da Liberdade” (Freedom Writers, EUA, 2007) aborda, de uma forma comovente e instigante, o desafio da educação em um contexto social problemático e violento. Tal filme se inicia com uma jovem professora, Erin (interpretada por Hilary Swank), que entra como novata em uma instituição de “ensino médio”, a fim de lecionar Língua Inglesa e Literatura para uma turma de adolescentes considerados “turbulentos”, inclusive envolvidos com gangues.

Ao perceber os grandes problemas enfrentados por tais estudantes, a professora Erin resolve adotar novos métodos de ensino, ainda que sem a concordância da diretora do colégio. Para isso, a educadora entregou aos seus alunos um caderno para que escrevessem, diariamente, sobre aspectos de suas próprias vidas, desde conflitos internos até problemas familiares.

Ademais, a professora indicou a leitura de diferentes obras sobre episódios cruciais da humanidade, como o célebre livro “O Diário de Anne Frank”, com o objetivo de que os alunos percebessem a necessidade de tolerância mútua, sem a qual muitas barbáries ocorreram e ainda podem se perpetrar.

Com o passar do tempo, os alunos vão se engajando em seus escritos nos diários e, trocando experiências de vida, passam a conviver de forma mais tolerante, superando entraves em suas próprias rotinas. Assim, eles reuniram seus diários em um livro, que foi publicado nos Estados Unidos em 1999, após uma série de dificuldades.

É claro que projetos inovadores como esse, em se tratando de estabelecimentos de ensino com poucos recursos, enfrentam diversos obstáculos, desde a burocracia até a resistência aos novos paradigmas pedagógicos. Em países como o Brasil, então, as dificuldades são imensas, mas superáveis, se houver engajamento e esforços próprios.

O nosso carinho e gratidão, a vocês  que além de transmitir seus conhecimentos e suas experiencias,  souberam apoiar- nos em nossas dificuldades. 

 

O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões sobre o filme.

Confiar

Published by:

Confiar

Will (Clive Owen) e Lynn (Catherine Keener) têm três filhos. Enquanto um está prestes a entrar para a faculdade, a filha do meio, Annie (Liana Liberato), começa a apresentar os sintomas comuns das adolescentes que querem se parecer mais velhas e ser aceitas entre seus pares.

Publicitário bem sucedido e super envolvido com a profissão, Will procura ter uma relação de confiança com os filhos, mas Annie inicia um relacionamento no computador com um jovem de 16 anos e dá continuidade através do telefone.

Sem que seus pais soubessem, ela aceita o convite dele para um encontro, mas a surpresa que ela tem no primeiro momento é só o começo de um pesadelo que marcará para sempre a sua vida e a de sua família.

Retrata um tema atual e extremamente relevante de forma real e sombria, explorando as consequências psicológicas na vida de uma adolescente e de todo o seu seio familiar.

Um alerta desse não pode ficar menosprezado na prateleira da locadora. Deve ser utilizado como fonte subsidiaria de demonstração de casos que são reais, até porque o filme é espelho da pura e cruel realidade.