Category Archives: Direito, Tv e Cinema

I, Robot: Viki já venceu 160.000 apelações contra multas de trânsito

Published by:

I, Robot (no Brasil, Eu, Robô) um filme futurista americano de ficção científica lançado em 2004 pela 20th Century Fox. “Eu, Robô” é baseado em uma história de Isaac Asimov, mais precisamente, nas famosas três Leis da Robótica criadas pelo escritor. Nos contos da série, Asimov brincava com as diferentes implicações da lógica das leis, criando situações absurdas e perigosas para os humanos envolvendo os robôs.

A história se passa no ano de 2035, onde robôs existem para servir os humanos, o Detetive Del Spooner (Will Smith) é chamado para investigar a morte de seu velho amigo, o Dr. Alfred Lanning (James Cromwell), um funcionário da empresa US Robotics, comandada por Lawrence Robertson (Bruce Greenwood), que está prestes a colocar o modelo NS-5 no mercado.

A historia ganhou realidade nessa ultima semana do mês de junho de 2016 foi amplamente divulgado a mais nova tecnologia o chatbot que já conseguiu vencer 160 mil contestações relacionadas a multas de trânsito em Londres e Nova York dentro do período de 21 meses.

Joshua Browder, o estudante (19) responsável pelo DoNotPay, teve a ideia por ter levado 30 multas do tipo nos arredores de Londres quando tinha 18 anos. Como o processo de contestação é burocrático e consiste basicamente em preencher formulários, o uso da inteligência artificial cai perfeitamente, porque tudo o que o robô precisa fazer é perguntar coisas como se havia sinais claros de estacionamento e depois guiar o reclamante pelo sistema oficial. 

É o DoNotPay, que ganhou o apelido de “primeiro robô advogado do mundo” por auxiliar motoristas que se sentem injustiçados por levar multas de estacionamento proibido. Desde seu lançamento, o sistema já analisou 250 mil casos, tendo obtido uma taxa de sucesso de 64%. 

De acordo com o VentureBeat, Browder pensa em expandir o DoNotPay para Seatle e já começou a desenvolver sistemas semelhantes para ajudar pacientes com HIV a entender seus direitos e para auxiliar passageiros cujos voos atrasaram mais de quatro horas a pedir compensações. Em outra frente, ele trabalha em um bot que ajuda refugiados a pedir asilo.

Eu acho que existe uma mina de ouro de oportunidades, porque tantos serviços e informações poderiam ser automatizados usando IA e bots são perfeitos para isso. E é desapontador neste momento que eles têm sido usados principalmente para transações comerciais e para pedir flores e pizzas”, diz ele.

O filme de Alex Proyas, estrelado por Will Smith, trata-se da adaptação do livro “Eu, Robô”, de Isaac Asimov. Uma obra de ficção cientifica que vem se tornando realidade através do DoNotPay o robô-advogado. Será que esse Robô por ser advogado se tornará VIKI e vai criar a revolução das máquinas. Será que devemos ficar realmente contentes por haver uma busca constante por novos conhecimentos, afinal, o objetivo da tecnologia é facilitar e melhorar nossas vidas (ainda que às vezes pareçamos escravos dela) e avanços são sempre bem-vindos.

Fonte: Com informação Olhar Digital

Para Salvar uma Vida

Published by:

A vida nem sempre é fácil, nós frequentemente precisamos de ajuda. Para Salvar Uma Vida é um filme independente que relata as escolhas e os desafios enfrentados pelos adolescentes, Jake e Amy enfrentam uma série de circunstâncias difíceis. O Filme conta a história do jovem Jake Talor que tinha tudo, mas a morte de um amigo de infância causada pelo seu afastamento acaba atormentando a sua vida. Algo muda dentro de Jake ao abalar-se com a morte de Roger. 

E ao buscar respostas para sua própria vida, uma pergunta vem à tona: “Eu poderia tê-lo salvado?”. Jake se vê profundamente comprometido em ajudar os rejeitados – pessoas estas que muitos nem sequer olham. Mas essa decisão, entre outras, colocou o seu mundo de cabeça para baixo. Perdeu amigos, a bolsa e até o direito de perguntar “O que eu quero da minha vida?”.

Jake então se vê com esta culpa e tenta não repetir mais o mesmo erro com outros amigos. Uma história cheia de ação e emoção. Você pode ter experimentado desafios semelhantes em sua vida, ou talvez os seus amigos, família, ou jovens que você lidera. Os produtores esperam que o filme seja divertido e ao mesmo tempo útil para você e seus amigos. Na vida real há lugares para encontrar ajuda.  

O Impossível: Nada é mais poderoso do que o espírito humano

Published by:

Uma família de classe média que vai passar suas férias num hotel na Tailândia, e ela é surpreendida por uma estranha turbulência.

O Filme O impossível conta a história verídica de um casal, Maria (Naomi Watts), Henry (Ewan McGregor), Lucas (Tom Holland), Thomas (Samuel Joslin) e Simon (Oaklee Pendergast), que chegam à Tailândia na véspera de Natal buscando dias tranquilos num lugar paradisíaco. Mas, apenas um dia depois da confraternização natalina, a natureza se encarregou de acrescentar tons dramáticos a essas inesquecíveis férias de verão.

O espectador é convidado a mergulhar profundamente no desespero do evento e presenciar a calamidade. Os efeitos especiais muito bem feitos por sinal ajudam a montar o clima de tensão e a dar veracidade ao filme. O casal, e os três filhos e todos que desfrutam da piscina do hotel observam árvores sendo engolidas por uma gigantesca onda. Não há tempo para pensar, que dirá o que fazer a fim de se salvar suas vidas. Passado o susto, o drama toma conta do filme: feridos, assustados e indefesos, os membros da família sofrem com a abrupta separação e com a falta de notícias uns dos outros. Com atuações brilhantes impossível não destacar o trabalho do ator mirim Tom Holland, que faz o filho do casal Lucas. 

O roteiro do filme deixou um pouco a desejar e que pegaram pesado um pouco no drama principalmente nas soluções apresentadas para reuni a família que parecem forçadas: Nos certos encontros e desencontros são, notadamente, um toque da ficção que tenta “melhorar” a realidade a qualquer custo. 

Embora renda alguns planos interessantes, como o de Lucas e Henry cruzando os mesmos corredores de hospital sem dar conta da presença um do outro, outras vezes o artifício cria situações inverossímeis, como a cena em que Maria, à beira da morte na cama de hospital, quase sente a presença do marido, a uma cortina de distância. E é fácil perceber que apenas isso garantiria boa parte do suspense da narrativa do filme, mas que curte um bom filme de drama, vai adorar o filme.

Com o foco direcionado aos Bennett em quase tempo integral, a produção perde ainda boas oportunidades de explorar as subtramas. Os momentos de solidariedade, que poderiam ajudar a construir um retrato mais abrangente da situação, aparecem apenas quando contribuem para aumentar o nível de emoção em relação aos protagonistas.

E mesmo quando parece criar uma visão um pouco mais crítica em relação ao ocorrido – já em seu desfecho, quando a presença do funcionário do seguro garante um tratamento diferenciado de uns em detrimento de outros -, a produção volta ao drama mais pessoal, e a intenção acaba se diluindo.

O filme, o final feliz em meio à tragédia soa mais interessante, mas isso não é obra da ficção. Neste quesito, a realidade ainda é insuperável. Eis a mais forte essência do filme: Antes de tratar de Maria e Henry, ele fala da esperança e da luta de pessoas envolvidas num evento que matou cerca de duzentas mil pessoas em 2004.

Um filme maravilhoso e bem trabalhado, Impossível não se emocionar com o filme.  O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões sobre o filme.

Filme: A escalada

Published by:

Dois alpinistas radicais precisam forjar uma amizade complicada com o objetivo de escalar o pico dos seus sonhos. O extravagante Derrick gosta de escalar sozinho. Um resgate audacioso abriu as portas para a maior escalada de sua vida, mas seu sonho inclui um parceiro não muito desejado. Cauteloso, Michael não se arrisca, não se apressa para ser o primeiro e raramente leva a vida até o seu limite. O filme A escalada é intenso, bonito, com momentos bem humorados. Em meio a aventura, uma lição de vida cristã.

Filme: Código de conduta

Published by:

 

O filme conta a historia de Clyde Shelton (Gerard Butler) um pai de família que testemunha o assassinato de sua esposa e filha. Um dos culpados pelo crime pega uma pena de apenas 5 anos graças a um acordo costurado pelo promotor Nick Rice (Jamie Foxx), que acredita que é melhor ter alguma justiça do que a chance de não obter alguma. Dez anos depois, o assassino é encontrado morto. 

Mesmo sem ter provas suficientes contra si, Clyde é preso pelo ocorrido. Seu grande objetivo é denunciar a incoerência do sistema judicial, que permite que assassinos sejam libertados ou obtenham penas brandas, nem que para tanto precise eliminar todos os envolvidos. Só que Nick enfrenta um problema: apesar de estar na cadeia, Clyde aparenta sempre estar um passo a frente de todos.

Gostou Comente e Compartilhe e não se esqueça de curtir nossa Fan Page Portal Couto Lex’s e ficar bem informado.

O Advogado dos cincos crimes

Published by:

O Advogado dos Cinco Crimes (A Murder of Crows, 1999), do diretor Rowdy Herrington, conta a história de um famoso advogado Lawson Russell, (Cuba Gooding Jr.) que, depois de abandonar a defesa de um rico e inescrupuloso cliente, acaba perdendo a licença para advogar, e resolve escrever um livro.

Pega emprestado um volume inédito com um conhecido, em busca de inspiração, mas quando vai devolvê-lo encontra o autor do livro morto. Decide publicar o livro como se fosse seu e faz sucesso imediato. Mas a situação se complica quando um detetive descobre que os crimes relatados no livro são reais. 

No final, descobriu-se que o autor dos tão bem planejados crimes tinha sido um genial professor de teatro que odiava os advogados, pelo fato de que o assassino de sua esposa e filhos foi declarado inocente. O professor é que tinha escrito o tal livro, e planejara tudo para incriminar o ex-advogado, caso ele se deslumbrasse pela possibilidade de um sucesso fácil ao publicar um livro escrito por outrem.

O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões sobre o filme.

 

Filme: Vi Vendo a Violência

Published by:

Vi Vendo a Violência trata-se de um filme que mescla ficção com documentário. Uma mãe diante de um filho recém-nascido mostra-o como começa a violência enquanto que ela mesma admite realizar o maior ato de violência que abandonar o próprio filho. No decorrer do filme, fatos são contados com relação a insegurança e violência em Senador Pompeu-CE. Mostra que o Estado é negligente e contribui de forma significativa para o aumento da violência e que a violência é multifacetária.  

O grito silencioso de um pequeno inocente

Published by:

Esse vídeo apesar de antigo, é um excelente vídeo já feito sobre o aborto, porque mostra o que o aborto realmente é. O Dr. Bernard Nathanson foi um dos pioneiros em aborto nos Estados Unidos da America, até que surgiu a tecnologia de ultrassonografia e ele viu que matava bebês. Arrependeu-se profundamente de fazer abortos, fechou suas clínicas de aborto e se tornou um dos maiores defensores da vida no mundo, até o final de sua vida. 

O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões sobre o filme.

 

Menino de Carvão – sem direito de ser

Published by:

O filme Menino de Carvão é uma história emocionante, gravada no município cearense Senador Pompeu. Conta a história de um menino que desde cedo foi obrigado a trabalhar duro fazendo carvão com o pai. O garoto sente na pele o sofrimento de um lugar desolado e da pobreza absoluta. Além de mostrar a infância marginalizada, o filme também aborda a violência doméstica e a pobreza extrema em que ainda afeta nordestinos, sobretudo a figura alcoólatra e desequilibrada do patriarca da família, o pai da criança, em torno de quem se desenrola toda a trama.

Ficha Técnica: Roteiro e Direção – Fram Paulo,  Câmera – Washigton Alves, Som direto – Ivanildo Teixeira, Edição: Fram Paulo e Karla Samara,  Assistência: Lucas Souza, Cícero Gerlânio e Alex Pedrosa,  Still: Karla Samara, Designer Gráfico: Paulo Eduardo
Trilha Sonora: Carlos Ney.

O filme Menino de Carvão – sem direito de ser recebeu os prêmios: Melhor Direção e Melhor Fotografia no Festival Nacional de Cinema e Vídeo de Floriano-PI.

Elenco do Filme: Eltanin Alighiere, Erick Vandick, Sherida Sousa, Cícero da Silva, Maria Elcelane, Polinne Lima e Fram Paulo

Filme: O crime do Século

Published by: