Category Archives: Concurseiro Vencedor

Como Exercitar o Cérebro

Published by:

Para estimular o hemisfério esquerdo:

  • Estude;
  • Arrume suas gavetas;
  • Faça cálculos de cabeça;
  • Atualize seu extrato bancário;
  • Estude idiomas e faça trabalhos manuais; Para estimular o hemisfério direito:
  • Pratique meditação;
  • Dance e pinte;
  • Pratique yoga;
  • Experimente novos programas culturais;
  • Brinque e seja bem humorado (a);

Novas Maneiras para Estudar:

  •  Estude com fundo musical, baixinho;
  •  Visualize, mentalize, crie quadros mentais;
  •  Estude falando alto;
  •  Sublinhe o texto com duas cores;
  •  Dramatize dando aulas;
  •  Faça esquemas – gráficos;
  •  Grave e escute;
  •  Elabore questionários;
  •  Visualize seu sucesso;
  •  Faça uma oração antes de começar a estudar;
  •  Exercite a vontade;
  •  Use uma lousa ou quadro verde;
  •  Motive seu interesse e atenção;
  •  Faça uma auto-sugestão positiva;
  •  Dirija corretamente o olhar;
  •  Elimine distrações ao estudar;
  •  Equacione as emoções negativas;
  •  Habilite-se a estudar no mesmo horário;
  •  Faça resumos em fichas;
  •  Mude o tom de voz ao ler;
  •  Memorize em filmes ao invés de slides;
  •  Estude com o (a) colega;
  •  Dê aula para ele (a);
  •  Relaxe as tensões antes de estudar;
  •  Leia com outro ritmo e voz;
  •  Faça exercícios de respiração;
  •  Estude com a postura correta;
  •  Estabeleça uma meta publicamente;
  •  Estude com pequenos intervalos;
  •  Organize-se;
  •  Use os cinco sentidos para memorizar;
  •  Converse com os objetos;
  •  Reforce, repita;
  • Absurdifique exagere ao memorizar;
  • Use a memotécnica;
  • Elabore mapas mentais;
  •  Escreva com letras grandes;
  • Reforce as sinopses do dia;
  • Estimule o lado direito do cérebro;
  • Evite expectativas exageradas da família;
  • Alimente-se de maneira inteligente;
  • Evite conflitos emocionais antes das provas;
  • Estude com iluminação adequada;
  • Memorize colorido;
  • Use a auto-sugestão positiva;
  • Reforce com os vídeos disponíveis na praça;
  • Defina a carreira que você quer seguir;
  • Faça cursos de reforço de alguma matéria;
  • Não se esgote fisicamente no esporte, etc.

Como usar o lado direito do cérebro:

  • Memorizar de maneira…
  • Absurda, incomum;
  • Hilária, humorística, ridícula;
  • Exagerada, repugnante;
  • Emocional;
  • Bizarra, exótica, grotesca;
  • Em movimento, ritmo, som;
  • Colorida, nítida, cintilante;
  • Com semelhanças e contrastes;
  • Usando as sub-modalidades cerebrais;
  • Utilizando os cinco sentidos.

USE E ABUSE DA ALTO SUGESTÃO:

Exemplos…

  • Sou um vencedor.
  • Eu posso!
  • É possível, sou capaz…
  • Sei o que quero.
  • Estou estudando mais.
  • Estou conseguindo.
  • Eu sei! Tenho esperança.
  • Tenho garra! Concentração!
  • Sou confiante, organizado.
  • É boa a minha memória.
  • Recordo com facilidade.
  • Tenho fé.
  • Deus está comigo a cada dia que passa.
  • Sob todos os aspectos, sou cada vez melhor.
  • Sou tranqüilo e inteligente, vivo positivamente.
  • Se você pensa que pode ou pensa que não pode em ambos os casos você está certo.

Dicas para desenvolver uma mente alerta

01)  Saiba que no nosso aprendizado nós retemos:

10% do que LEMOS

20% do que ESCUTAMOS

30% do que VEMOS

50% do que VEMOS E ESCUTAMOS (audiovisual)

70% do que OUVIMOS e LOGO DISCUTIMOS

90% do que OUVIMOS e LOGO REALIZAMOS

Utilize esses conhecimentos e toda a sua sensibilidade para melhorar sua aprendizagem e para perceber amplamente o universo ao seu redor.

02)                  Mantenha-se alerta e presente nas suas atividades diárias. Não se PREOCUPE!

03)                    Escreva os recados e listas de compra de maneira organizada. Visualize na tela mental as imagens correspondentes, segundo as técnicas aprendidas. Faça as compras, guiando-se pela sua memória e, no final, confira.

04)                    Identifique a voz da pessoa com quem fala ao telefone. ANTES que ela se identifique.

05)                    Escolha um ambiente e observe-o em todos os DETALHES (sala de consultório, restaurante, cabeleireiro, etc.), localize os objetos, avalie as formas, cores e a distância entre eles. Após cinco dias reconstrua as imagens na sua tela mental.

06)                    A música que você gosta de ouvir, imagine ouvi-la com todos os detalhes. O mesmo pode ser feito com os sabores e os sons.

07)                    Faça cálculos menores de cabeça ou no papel. Use a calculadora só para conferir.

08)                    Leia diversos estilos de livros e revistas. Crie o hábito de comentar sobre eles com os amigos. Forme um pequeno resumo na sua mente.

09)                    Mantenha-se atualizado. Vá ao teatro, cinema, shows, exposições, etc. observe tudo e depois comente a respeito.

10)                    Quando estudar um assunto, não sobrecarregue o cérebro estudando horas seguidas. Prefira sessões curtas (de 60 minutos a 1h 30 min) e nos intervalos de descanso faça alguma atividade bem diferente.

11)                    Pratique jogos e brincadeiras com os amigos, filhos e netos. Não se feche para novas vivências e novos aprendizados. Encare as dificuldades, o novo, como uma OPORTUNIDADE de exercitar sua flexibilidade e capacidade de encontrar novas soluções.

Curta e Indique nossa Fan Page Portal Couto Lex’s para seus amigos e familiares.

Leia isto “Oabezeiros”: 10 hábitos que podem ser prejudiciais ao cérebro

Published by:

Ola concurseiros/ Oabezeiros algumas dicas de atitudes que fazemos e/ou deixamos de fazer que prejudica nossa ação cerebral, em alguns casos provocando a morte dos nossos neurônios. 

Cerebro1 – NÃO TOMAR CAFÉ DA MANHÃ: Pessoas que não tomam café da manhã tem uma baixa de glicose no sangue. Isso faz com que o transporte de nutrientes ao cérebro fique insuficiente, causando a degeneração do cérebro.

2 – COMER DEMAIS: Comer demais causa endurecimento das artérias cerebrais o que resulta em uma diminuição da capacidade mental. É por isso que você pode notar que simplesmente não consegue se concentrar direito em um quebra cabeça caso tenha comido alem da conta.

3 – FUMAR: Motivo de múltiplos problemas para o cérebro sendo um deles: aumentar as chances de ter Alzheimer.

4 – CONSUMIR MUITO AÇÚCAR: Muito açúcar interrompe a absorção de vitaminas e nutrientes. Esta falta de nutrientes interrompe o desenvolvimento ideal do cérebro.

5 – DORMIR POUCO: Dormir permite que seu cérebro descanse. Ficar muito tempo sem dormir acelera a morte das células cerebrais.

6 – DORMIR COM CABEÇA TAMPADA: Dormir com a cabeça tampada aumenta a concentração de dióxido de carbono e diminuir a concentração de oxigênio, o que pode causar, entre alguns problemas danos ao cérebro.

7 – POLUIÇÃO DO AR: É uma das maiores causas de danos ao cérebro. O cérebro é o maior consumidor de oxigênio do nosso corpo, inalar a poluição do ar diminuir o suprimento de oxigênio e faz com que sua potencia seja reduzida.

8 – ESTUDAR ENQUANTO ESTIVER DOENTE: Estudar demais ou trabalhar muito enquanto estiver doente pode prejudicar a eficiência do cérebro e causar pequenos danos cerebrais.

9 – FALAR POUCO: É saudável conversar bastante conversar sobre assuntos variados melhoram a potencia do cérebro.

10 – FALTA DE ESTIMULO CEREBRAL: Pensar é a melhor maneira de treinar o Cérebro. Deixar de manter o cérebro estimulado pode causar lesão cerebral, que é a destruição ou degeneração das células do cérebro.

Fonte: Dicas de Especialistas em Neurociências 


Curta e Indique nossa Fan Page JusRO para seus amigos e familiares.

As 10 melhores técnicas de estudo, segundo a ciência

Published by:

Um estudo recentemente publicado em janeiro de 2013 na revista científica Psychological Science in the Public Interest avaliou dez técnicas comuns de aprendizagem para classificar quais possuem de fato a melhor utilidade. O resultado do paper (íntegra aqui) traz algumas surpresas para o estudante. Técnicas bastante populares no Brasil, como resumir, grifar, utilizar mnemônicos, visualizar imagens para apreensão de textos e reler conteúdos foram classificadas como as de utilidade mais baixa.

Três práticas foram encaradas como de utilidade moderada: interrogação elaborativa, auto-explicação e estudo intercalado. E as duas que obtiveram o mais alto grau de utilidade na aprendizagem foram as técnicas de teste prático e prática distribuída.

É a ciência desaprovando boa parte do meu método de estudo, muito baseado em resumos, grifos, mnemônicos e mapas mentais. Por outro lado, foi confirmada a impressão que eu tinha de que a realização de exercícios em doses cavalares era extremamente efetiva para o estudo para concursos públicos.

Lembre-se de que o ranking reflete os resultados do estudo, porém cada pessoa tem o seu estilo de estudo e nada está escrito em pedra. Dito isto, falemos agora sobre as dez técnicas, das piores para as melhores.

Grifar (utilidade: baixa)

1 grifar

Tão fácil quanto ineficiente.

Prepara-se para dar um descanso ao seu grifador amarelo. O estudo aponta que a técnica de apenas grifar partes importantes de um texto é pouco efetiva pelos mesmos motivos pelos quais é tão popular: praticamente não requer esforço.

Ao fazer um grifo, seu cérebro não está organizando, criando ou conectando conhecimentos. Então, grifar só pode ter alguma (pouca) utilidade quando combinada com outras técnicas.

Releitura (utilidade: baixa)

2 Releitura

Deixa eu ler pela quinta vez…

Reler um conteúdo, em regra, é menos efetivo do que as demais técnicas apresentadas. O estudo, no entanto, mostrou que determinados tipos de leitura (massive rereading) podem ser melhores do que resumos ou grifos, se aplicados no mesmo período de tempo. A dica é reler imediatamente depois de ler, por diversas vezes.

Mnemônicos (utilidade: baixa)

Remember, remember,

Remember, remember,

Segundo o dicionário Houaiss, mnemônico é algo relativo à memória; que serve para desenvolver a memória e facilitar a memorização (diz-se de técnica, exercício etc.); fácil de ser lembrado; de fácil memorização.

Em apostilas e sites de concursos públicos, é muito comum ver o uso de mnemônicos com as primeiras letras ou sílabas, como SoCiDiVaPlu para decorar os fundamentos da República Federativa do Brasil (artigo 1º da Constituição).

O estudo da Psychological Science in the Public Interest mostrou que os mnemônicos só são efetivos quando as palavras-chaves são importantes e quando o material estudado inclui palavras-chaves fáceis de memorizar.

Assuntos que não se adaptam bem a geração de palavras-chaves não conseguiram ser bem aprendidos com o uso de mnemônicos. Então, utilize-os em casos específicos e pouco tempo antes de teste.

Visualização (utilidade: baixa)

SoCiDiVaPlu. Exemplo de mapa mental.

SoCiDiVaPlu. Exemplo de mapa mental.

Os pesquisadores pediram que estudantes imaginassem figuras enquanto liam textos. O resultado positivo foi apenas em relação a memorização de frases. Em relação a textos mais longos, a técnica mostrou-se pouco efetiva. Surpreendentemente (ao menos para mim), a transformação das imagens mentais em desenhos também não demonstrou aumentar a aprendizagem e ainda trouxe o inconveniente de limitar os benefícios da imaginação.

Isso não invalida completamente o uso de mapas mentais para estudos, já que esses consistem além de desenho a conexão de ideias e conceitos. De qualquer maneira, o resultado do estudo é que a visualização não é uma técnica efetiva para provas que exijam conhecimentos inferidos de textos.

Resumos (utilidade: baixa)

Vou resumir para você.

Vou resumir para você.

Resumir os pontos mais importantes de um texto com as principais ideias sempre foi uma técnica quase intuitiva de aprendizagem. O estudo mostrou que os resumos são úteis para provas escritas, mas não para provas objetivas. Embora tenha sido classificado como de utilidade baixa, a técnica de resumir ainda é mais útil do que grifar e reler textos. O paper diz que a técnica pode ser uma estratégia efetiva para estudantes que já são hábeis em produzir resumos.

Interrogação elaborativa (utilidade: moderada)

Por que é que a vida é assim?

Por que é que a vida é assim?

A técnica de interrogação elaborativa consiste em criar explicações que justifiquem por que determinados fatos apresentados no texto são verdadeiros. O estudante devem concentrar-se em perguntas do tipo Por quê? em vez de O quê?.

Seguindo o exemplo que demos pouco antes, em vez de decorar um mnemônico como SoCiDiVaPlu, o ideal seria perguntar-se por que o Brasil adota a dignidade da pessoa humana como fundamento da República? E buscar a resposta na origem do estado democrático de Direito e na adoção do princípio da dignidade da pessoa humana pelas principais democracias ocidentais após a Revolução Francesa.

Note que esse tipo de estudo requer um esforço maior do cérebro, pois concentra-se em compreender as causas de determinado fato, investigando suas origens. Falando especificamente de concursos públicos, a interrogação elaborativa é um grande diferencial na hora de responder redações e questões discursivas.

Auto-explicação (utilidade: moderada)

Entendeu, Eu Mesma?

Entendeu, Eu Mesma?

A auto-explicação mostrou-se ser uma técnica útil para aprendizagem de conteúdos mais abstratos. Na prática, trata-se de ler o conteúdo e explicá-lo com suas próprias palavras para você mesmo. O estudo mostrou que a técnica é mais efetiva se utilizada durante o aprendizado, e não após o estudo.

Estudo intercalado (utilidade: moderada)

Vou alternar as matérias, na ordem dessa pequena pilha.

Vou alternar as matérias, na ordem dessa pequena pilha.

O estudo intercalado é o que chamamos de rotação de matérias em posts anteriores. A pesquisa procurou saber se era mais efetivo estudar tópicos de uma vez ou intercalando diferentes tipos de conteúdos de uma maneira mais aleatória. Os cientistas concluíram que a intercalação tem utilidade maior em aprendizados envolvendo movimentos físicos e tarefas cognitivas (como ciências exatas). O principal benefício da intercalação, como já havíamos observado, é fazer com que a pessoa consiga manter-se mais tempo estudando.

Teste prático (utilidade: alta)

9 Teste prático

Simular é o melhor caminho.

Realizar testes práticos sobre o que você está estudando é uma das duas melhores maneiras de aprendizagem. A pesquisa científica mostrou que realizar testes práticos é até duas vezes mais eficiente do que outras técnicas. No caso específico de concursos públicos, a recomendação é fazer toneladas de exercícios de provas anteriores. Não apenas do cargo para o qual você está estudando, mas qualquer tipo de questão que encontrar pela frente. Como já recomendamos anteriormente, a maneira mais fácil de realizar testes é utilizando sistemas específicos para isso, como o site Questões de Concursos.

Prática distribuída (utilidade: alta)

Vou rever o conteúdo a cada 15 dias.

Vou rever o conteúdo a cada 15 dias.

A prática distribuída consiste em distribuir o estudo ao longo do tempo, em vez de concentrar toda a aprendizagem em um bloco só (a.k.a. na véspera da prova).

Pesquisas mostram que o tempo ótimo de distribuição das sessões de estudo é de 10% a 20% do período que o conteúdo precisa ser lembrado. Por essa conta, se você quer lembrar algo por cinco anos, vocÊ deve espaçar seu aprendizado a cada seis meses. Se quer lembrar por uma semana, deve estudar uma vez por dia.

A prática distribuída também pode ser interpretada como a distribuição do estudo em pequenos períodos ao longo do dia, intervalando com períodos de descanso. Por exemplo, uma hora de manhã, uma hora à tarde e outra hora à noite. Essa é exatamente a teoria de Tony Schwartz aplicada em técnicas de timebox como a Pomodoro Technique.

Quais as suas técnicas de estudo?

Se você está estudando algo, seja para concursos ou não, deixe suas opiniões sobre a pesquisa na caixa de comentários. Quais dessas técnicas você utiliza? Você concorda com os resultados? Que outras técnicas de estudo você recomendaria?

Fonte: Informação do Big Think


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Seja como ouro

Published by:

 

Muitas vezes passamos por situações e momentos difíceis, mas temos que permanecer firmes, pois são nestas situações, que Deus esta nos moldando o nosso caráter de filho. Sabia que temos que ser como ouro? 

Seja como Ouro

Pois o OURO para ser purificado, tem que ser exposto ao fogo máximo. Uma vez purificado, é OURO. Se cair na lama, é OURO. Se cair na terra é OURO, Independentemente de onde estiver, mesmo que esteja com alguma poeira por cima, mas ao ser limpo continua sendo OURO. Tenhas fé. Seja OURO, independentemente da situação que você se encontra amigo leitor.

Fonte: Autoria desconhecemos corrente via Facebook


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. 

Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Por que deixamos tudo para último hora?

Published by:

Tudo-para-ultima-hora

 MUITAS PESSOAS deixam as tarefas para serem realizadas perto do prazo final. E isso até possui um nome. É a Lei de Parkinson, que tem o seguinte postulado: “O trabalho se expande de modo à preencher o tempo disponível para a sua realização.” Ou seja, se tenho cinco meses para escrever uma monografia, pode ter certeza que vou precisar de todos os dias desse prazo. Mas se alguém me disser que as regras mudaram e que preciso finalizar em quatro meses (ou seja, UM mês a menos), é bem provável que eu também consiga concluir. E o mesmo vale se eu ganhar um mês  a mais: vou provavelmente demorar seis mês para finalizar minha monografia. No vídeo abaixo, você vai entender um pouco mais sobre como usar a tal Lei de Parkinson a seu favor, para ser MAIS PRODUTIVO e continuar desfrutando de uma ótima qualidade de vida.

Fonte: Seiiti Arata Jr. entrevista Bel Pesce, autora do livro A Menina do Vale, que foi escolhido o Melhor Livro do Ano de 2012 pela comunidade Arata Academy. Recebido via e-mail coutoecouto@yahoo.com.br

Quero estudar, mas o Facebook não deixa?

Published by:

Você já se pegou pensando: “quero estudar, mas o Facebook não deixa”? Se você é daqueles que não consegue viver longe do Facebook, saiba que dá para aproveitar melhor o tempo que você passa por lá. 

Confira 30 páginas para você curtir e estudar no Facebook

Confira 32 páginas para você curtir e estudar no Facebook

Notícias de vestibular

1. Guia do Estudante

Atualidades

2. Revista Superinteressante

3. Le Monde Diplomatique

4. BBC Brasil

Português

5. Dicas Diárias de Português

6. Português

7. Dicas de Língua Portuguesa

Matemática

8. Matemática? Absolutamente!

9. MoMath: The Museum of Mathematics

10. DESAFIOS – Problemas e histórias da Matemática

Física

11. FisicaNET

12. Gazeta de Física

Química

13. Canal Fala Química

14. Química Ensinada

Geografia

15. National Geographic Brasil

16. Vestibular Geografia 2013

17. ONU Brasil

18. IBGE

História

19. História Digital

20. Historianet

21. História Online

Inglês

22. Inglês na Ponta da Língua

23. Blog Inglês na Rede

24. Dicas Diárias de Inglês

Biologia

25. Diário de Biologia

26. Planeta Sustentável

27. Animal Planet

Cultura

28. MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

29. Museu de Ciencias da USP

30. MoMA The Museum of Modern Art

Direito da Criança e do Adolescente

31. Canal Conselho Tutelar

32. Conselho Tutelar

Para descontrair

– Pré-Vest da Deprê

– Direito Depressão UNESC e UNIR

– Quadrinhos de História

– Direito da Depressão

Se Você conhece outras páginas legais? Comente nas nossas redes sociais e compartilhe com a gente! Portal Couto Lex’s

O Valor do Trabalho em Equipe

Published by:

Um sábio tinha três filhos jovens, inteligentes e ávidos por sabedoria.

trabalhodeequipe

Certa vez, quando os três rapazes estavam discutindo sobre quais seriam os principais obstáculos ao sucesso de um trabalho coletivo, seu pai os chamou e confiou-lhes uma importante tarefa, levar ao príncipe governante três presentes.

O primeiro levaria um vaso muito precioso.

O segundo levaria uma corça rara.

O terceiro levaria um bolo primoroso, receita da família.

O trio recebeu a missão com entusiasmo, mas, no meio do caminho, começaram a discutir.

equipe

O que levava o vaso não concordava com a maneira como o irmão puxava a corça delicada; o responsável pelo animal dava instruções ao carregador do bolo, a fim de que não tropeçasse; este, por sua vez, repreendia o portador do vaso valioso, com medo que ele o deixasse cair.

Em dado momento, o que conduzia a corça estendeu a sua mão a fim de consertar a posição da vaso, que, premido pelas inquietações de ambos, escorregou de súbito, espatifando-se no chão. Com o choque, a corça fugiu espantada. O carregador do bolo, ao tentar deter o animal, deixou o bolo cair.

Desapontados e irritados, os três rapazes voltam à presença do pai, apresentando cada qual a sua queixa, culpando uns aos outros pelo desastre.

O sábio, porém, sorriu e disse-lhes:

trabalho em equipe

– Aproveitem este incidente e aprendam: O sucesso de um trabalho em equipe depende de muitas coisas:

a) Que não se perca o senso coletivo;

b) Que um não invada a área do outro, se não lhe for solicitado;

c) Que cada um faça a sua parte do melhor jeito possível;

d) Que cada um valorize, respeite e considere o trabalho do outro.

Fonte: Autoria desconhecida recebida via e-mail

As Quatro Estações (Sucesso dos Concurseiro)

Published by:

Ola concurseiros não podia deixar de postar as estações da vida de Jim Rhon, que na vida, diferente das estações do ano, a Primavera pode acontecer no momento em que nós quisermos e que o verão é a hora de cuidar de se preparar para os concursos e que o outono é a época da colheita dos resultados favoráveis dos cargos almejados para aqueles que se preparam na estação da primavera, porém não se esqueça do inverno estamos sujeitos a ele em qualquer época da vida.

Eis o soberbo! Sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela sua fé. Habacuque 2.4

PRIMAVERA:

ESTAÇÃO DE OPORTUNIDADES

Por que? Porque os invernos da vida podem chegar a qualquer momento, na forma dos nossos acidentes de percurso, mas, como diz a Bíblia, “o choro pode durar uma noite, mas o riso vem pela manhã”, quando as flores voltam a desabrochar e a vida a sorrir. E o que é a Primavera se não a estação da atividade e das oportunidades!

Aprendendo com os agricultores, não dá para negligenciar esta estação de plantar. A Primavera não pergunta se você quer ou não quer plantar, ela simplesmente se apresenta como a estação da oportunidade de aproveitar os campos férteis. Nada de hesitar ou ponderar sobre a possibilidade do fracasso. O que leva o agricultor ao campo é a fé na semente quando chega a oportunidade de plantar. Se ele ficar pensando na última colheita bem sucedida ou no fracasso do último outono, nada produzirá. Mais uma vez, a Bíblia: “O que fica olhando os ventos não planta nem colhe”.

Não existe na Primavera um aviso sobre os riscos de não plantar. Nada. Apenas a oportunidade. Nada de emoções ao lavrador, é racional. Ou planta ou passa fome no outono. Plante, apesar das pedras, das ervas daninhas ou dos outros obstáculos.

Promova a Primavera da vida. Tenha fé, o inverno está se dispersando, é hora de entrar nos campos vazios e desolados que se nos apresentam como oportunidade.

 As flores nascem como uma manifestação da natureza de que o que plantar você colherá. Sim, tenha fé, mas trabalhe, porque a fé sem o trabalho, morre. Esforço pela metade produzirá colheita pela metade. Quem descansa na estação da oportunidade passa fome na estação da colheita. Escolha a ação e não o descanso, aconselha Jim Rohn.

VERÃO:

HORA DE CUIDAR

Se compararmos com a estação climática, vamos compreender bem o que Jim Rohn quis nos passar sobre o Verão. É a estação do sucesso, quando as sementes germinaram. Sucesso é igual a progresso e não acontece por acaso, como diria Lair Ribeiro. Sucesso é o esforço constante. Os obstáculos sempre vão aparecer, para desanimar os fracos e não merecedores do sucesso. As adversidades é que dão sentido à existência.

Acaso a semente reclama das pedras que encontra pela frente? Ela, simplesmente, aumenta o esforço e, se a pedra tem uma fenda, por ali atravessará suas raízes. Se não tiver fendas, e não puder rompê-la, vai contorná-la e alcançar seus objetivos.

Os rios reclamam diante das montanhas ou dos penhascos? Simplesmente, seguem seu caminho, entre curvas e quedas, sempre em direção ao mar.

As ervas daninhas não precisam ser plantadas, elas existem por si. As boas sementes, essas sim, têm que ser plantadas na Primavera e cuidadas no Verão, quando nascem, para que frutifiquem no Outono.

As ervas daninhas são danadas! Alimentam-se dos bons esforços do que trabalham. Observe ao seu redor e verás quantas sugam suas energias. O Verão é a época de proteger a planta com esforço diário.

Se a Primavera é a estação da criação, o Verão é a do crescimento e o Outono a dos resultados.

Quando a planta nasce, os ataques vêm de todos os lados. É a maneira que a natureza utiliza para selecionar as fortes, que garantirão os frutos na estação própria.

Quando estiver sendo atacado, entenda como um caminho natural para que te mostres forte. As ervas daninhas colocam dúvidas onde há confiança, suspeitas sobre as verdades, impaciência onde há paciência, e onde há esforço lançam as sementes da protelação, da procrastinação, da preocupação. O objetivo das ervas daninhas é levá-lo à derrota.

Não gaste energia atacando os pássaros que vêm comer no seu roçado, plante mais. Diante da negatividade, seja grato. A negatividade sempre cede ao esforço constante. O caráter cresce na resposta às dificuldades. Pais, professores ou outras pessoas vão plantar sementes de negatividade em sua cabeça, mas não os critique nem ofenda. A maioria dessas pessoas é bem intencionada, apesar de enganada.

Mude as circunstâncias mudando a causa: você. Você planta, você colhe. Não culpe nada ou ninguém, se as coisas não estão a contento. Mude os hábitos, as atitudes, as opiniões; mude de ocupação, de residência e até de amigos, se os atuais não lhe fazem prosperar. Mas não pense que será fácil. Alberto Einstein concluiu que é mais fácil quebrar um átomo do que mudar um hábito. O poeta russo Tolstoi disse que todos querem mudar o mundo, mas poucos querem mudar assim mesmos.

No Verão da vida, invista suas horas ociosas no autodesenvolvimento, em planejar mais, em ler mais, em investir mais em projetos proveitosos. Pense em objetivos respeitáveis, use seus talentos em ocupação dignas, afeiçoe-se a alguém digno, reserve maior respeito a si mesmo. Sua auto-imagem determina sua qualidade de vida.

Trabalhe em seu crescimento pessoal para superar os fatos que, inevitavelmente, continuarão a lhe atingir. Tenha auto-controle, creia mais em si. A dúvida ocupa o espaço da confiança, a negligência leva a perdas, a arrogância e a rudez encobrem suas fraquezas. Trabalhe mais em si mesmo e o sucesso lhe sorrirá cada vez mais. Você é a semente, ensina Jim Rohn. Seu destino é brotar, crescer, frutificar. Para isso, nutra seus talentos para realizar mais. Sonhe mais. Fernando Pessoa, o poeta português, deixou-nos um verso mágico: o homem sonha, Deus quer, a obra nasce.

Ame mais, preveja mais, supere mais, planeje mais, atraia mais, aproveite mais do que imaginava ser possível. Este é o padrão de vida à espera de sua decisão mental e de sua mão estendida em gratidão. Se você muda, tudo à sua volta muda. Você está merecendo, está se tornando, você vencerá. Esta é a promessa do Criador da vida.

OUTONO:

A ESTAÇÃO DE COLHER

Falei da Primavera e do Verão, então chegou a hora do Outono, que traz alegria a quem foi diligente na estação do plantio e atento no tempo de cuidar. Atento contra as ervas daninhas, os insetos e o clima nem sempre amistoso do Verão. Aos negligentes, entretanto, o Outono traz inquietação, ansiedade e arrependimento. É a verdade escancarada nos resultados das mãos que lavraram. E não adianta dar desculpas. Você é o semeador. Você escolheu o solo, as sementes e semear ou não semear. O único responsável pela colheita é você, não as circunstâncias.

A colheita farta é gratificante, o campo infrutífero no Outono é horrível. Assim como o semeador é responsável pela colheita, você é o único responsável pelo que colhe na vida. A conta bancária furada é sinônimo de esforço ineficaz no passado, de oportunidade perdida, de protelação ou preguiça. A lei é: colhe-se o que se planta. Mentiras atraem mentiras.

Um quilo de sementes de milho de boa qualidade, plantadas na estação própria, bem cuidadas e protegidas, dá um caminhão na colheita.

O que determina os resultados na vida são os pensamentos, as ações, o estado de vida e a atitude humana. Todo esforço empreendido precisa fazer bem a todos os envolvidos. Caso contrário, não resistirá ao teste final revelado no Outono. O sucesso dos que fazem o que tem de ser feito incomoda os negligentes. Todo sucesso vem à custa de muitas decepções, esperanças destruídas, sonhos frustrados.

Certa vez, ao participar de um grande evento, um palestrante de muito sucesso me deixou uma lição simples e maravilhosa. Disse-nos ele que frustração é igual a sucesso. Quem não se dispõe a superar muitas frustrações jamais obterá sucesso. Os fracassados, egoístas, condenam o sucesso dos outros.

No Outono, ou você desfruta ou dá desculpas. A diferença entre um apartamento inadequado de uns e a mansão dos outros está no esforço empreendido na Primavera e no cuidado no Verão. A promessa da vida é que se colhe o que se planta. Se o campo está ruim, faça a troca. Há um preço, mas ele é bem menor do que aquele que se paga quando chega o Outono e você não fez as mudanças necessárias na estação própria.

INVERNO:

SOFRER OU ENCONTRAR NOVAS OPORTUNIDADES

Jim Rohn nos deixou, como legado, preciosos ensinamentos. Sobre o Inverno deixou-nos que estamos sujeitos a ele em qualquer época da vida.

O Inverno pode chegar em pleno Verão, enquanto cultivamos e cuidamos do que plantamos, ou na Primavera, em meio às oportunidades – e a estação das oportunidades nos será tirada, se não reagirmos rápido. O Inverno pode se abater sobre nós também em plena estação da colheita e querer acabar com nosso Outono, deixando-nos com resultados de pouco valor. O Inverno sempre virá. Não apenas a estação climática, mas aquela estação da vida, caracterizada pelo desespero, solidão, decepção ou tragédia.

Nossas súplicas não são atendidas, nossos filhos deixam-nos aturdidos, a competição nos ameaça ou um amigo se aproveita de nós. Uma coisa é certa: o Inverno vem para todos. Para os preparados e os despreparados.

Para quem está preparado, que plantou, cuidou e colheu, o Inverno pode se transformar numa estação de oportunidade: para leitura, planejamento, juntar forças, usufruir do abrigo confortável, de satisfação e compartilhamento, de gratidão e de repartir as dádivas.

O Inverno é, para os preparados, a oportunidade de descanso, mas não um descanso excessivo; de desfrutar dos frutos, mas não da gula; de conversas amenas, mas não para boatos; de gratidão, mas não de complacência; de orgulhar-se, e não de envaidecer-se.

Estamos destinados a desenvolver, ensina Jim Rohn. Jamais permanecemos os mesmos: ou progredimos ou regredimos. O que não usamos, perdemos. Se não usamos a inteligência, os talentos, o raciocínio, o completo potencial, eles nos são tirados por nós mesmos. O que faremos na próxima Primavera será determinado pelo que fizermos no Inverno com nós próprios, nossos amigos e nossas atitudes.

Os despreparados sentirão o Inverno como época de arrependimento e tristeza. Não suportar a dor da disciplina nas estações anteriores lega-nos ter de suportar a dor mais forte do arrependimento, ensina-nos Mr. Jim. Antes de nos tornarmos parte do problema, aprendamos a ser parte da solução.

Que no Inverno fiquemos gratos por nossas realizações ou por termos suportado nossa falta de realizações. Mas sejamos sempre gratos pelas lições que o Inverno nos traz.

COMEÇANDO COM A DERROTA

Tendemos a lamentar, demasiadamente, as derrotas. Pois saibamos que elas nos são as melhores conselheiras. As vitórias, muitas vezes, se apresentam enganadoras. Jim Rohn comenta que quase todas as histórias de sucesso que ele conheceu começaram quando a pessoa encontrava-se completamente prostrada, em total impotência mental e financeira.

Lembre-se buscai o reino de Deus em primeiro lugar para que as demais seja acrescentadas Mateus capitulo 6 versículo 33 “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

“Não ore para que as coisas sejam mais fáceis, antes, ore por mais obstáculos e mais desafios, pois é com eles que o caráter do homem e sua vontade de vencer são formados”, ensina Jim Rohn.

Na epistola de Paulo aos Romanos capitulo 1 versos 16 e 17 diz: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé.”

A derrota já é. Nosso desafio é vencer.

Fonte: Quatro Estações escrito por Jim Rhon e adaptado pelo site. 


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: (69) 9987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

 

Tríade do Concurseiro Vencedor

Published by:

Tenho observado que muitos Concurseiros possuem as características do perfil ideal para passar no concurso, mas mesmo assim não conseguem obter bons resultados. A pergunta é: Por que isso acontece? Por que esse pessoal não passar? Depois de muito pesquisar, cheguei à conclusão de que o concurseiro que gera resultados e passar no concurso estuda em cima de três fatores, que resolvi chamar de “tríade do concurseiro vencedor”: foco, estratégia e ação.

Foco – O concurseiro vencedor possui foco, ou seja, não se dispersa quando está em busca do objetivo. Ele sabe aonde quer chegar. Ele tem objetivos específicos e é por isso que ele está ali.

Estratégia – Não basta ter foco. Você precisa saber como chegará ao objetivo. O concurseiro vencedor possui uma estratégia bem definida para conseguir atingir o resultado. Ele sabe em que lugar quer chegar (foco) e como vai chegar (estratégia).

Ação – De nada adiante ter foco e estratégia, se não está disposto a agir. Não adianta o concurseiro vencedor pensar: “Sei o conteúdo que vai cai” (foco). “Tenho um plano para estudo para conseguir passar no concurso” (estratégia), “mas vou deixar para outro dia” (aqui faltou ação). 

Quando você concurseiro vencedor investe em Foco, Estratégia e Ação, a posse no cargo publico tão esperado será uma consequência do trabalho bem feito. Espero que daqui em diante você possa adaptar a tríade para sua área e acertar o caminho para passar. Nos vemos topo.


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. 

Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO