Category Archives: Concurseiro Vencedor

Por favor, largue essa banana!

Published by:

Uma antiga tribo indígena da floresta amazônica utilizava o seguinte método para capturar macacos que vivem nos galhos mais altos das árvores da floresta amazônica: os indígenas faziam uma gaiola de boca estreita, colocava uma banana lá dentro e amarram a gaiola a um tronco de árvore.

Quando eles se afastam, o macaco desce, olha dentro da gaiola e vê a banana. Então enfia sua mão e apanha a deliciosa banana, mas como a boca da gaiola é muito estreita ele não consegue tirar a mão segurando a banana.

Surge o dilema; se largar a banana, sua mão sai, e ele pode ir embora livremente; caso contrário, continua preso na armadilha. Após algum tempo, os indígenas voltam e capturam sem dificuldade os macacos que se recusaram a largar a banana.

Você amigo leitor deve achar absurdo o grau de estupidez destes macacos; afinal, basta largar a banana e ficar livre do destino de ir para a panela. Fácil demais, não é?

O problema caro leitor deve estar no valor exagerado que o macaco atribui à sua conquista. A banana já está ali, na sua mão. Parece ser uma insanidade largá-la e ir embora.

Achei a história interessante, porque muitas vezes fazemos exatamente como esses macacos não é mesmo caro amigo leitor. Ou você não conhece ninguém que está insatisfeito com o emprego, mas permanece lá, mesmo sabendo que está cultivando um infarto? Ou pessoas infelizes por causa de decisões antigas que continuam adiando um novo caminho que trará de volta a alegria de viver?

Aceita uma dica tarja preta caro leitor? A vida é preciosa demais para trocarmos por uma banana que, apesar de estar em nossa mão, pode nos levar direto à panela. Por isso que te digo caro leitor Por favor, largue essa banana!

Referencia

Autoria desconhecida – Lenda Urbana adaptado para o blog


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Os Três Conselhos

Published by:

Um casal de jovens recém-casados era muito pobre e vivia de favores num sítio do interior. Um dia o marido fez a seguinte proposta para a esposa:

“Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condições para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortável. Não sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa, que você me espere e enquanto eu estiver fora, seja FIEL a mim, pois eu Serei fiel a você”.

Assim sendo, o jovem saiu.

Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda. O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito. Pediu para fazer um pacto com o patrão, o que também foi aceito. O pacto foi o seguinte: deixe-me trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir o senhor me dispensa das minhas obrigações. EU NÃO QUERO RECEBER O MEU SALÁRIO. Peço que o senhor o coloque na poupança até o dia em que eu for embora. No dia em que eu sair o senhor me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho.

Tudo combinado. Aquele jovem trabalhou DURANTE VINTE ANOS, sem férias e sem descanso.

Depois de vinte anos chegou para o patrão e disse:

“Patrão, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa”. O patrão então lhe respondeu:

Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumpri-lo, só que antes quero lhe fazer uma proposta, tudo bem?

– Eu lhe dou o seu dinheiro e você vai embora, ou LHE DOU TRÊS CONSELHOS e não lhe dou o dinheiro e você vai embora.

Se eu lhe der o dinheiro eu não lhe dou os conselhos, se eu lhe der os conselhos, eu não lhe dou o dinheiro.

Vá para o seu quarto, pense e depois me dê à resposta.

Ele pensou durante dois dias, procurou o patrão e disse-lhe:

“QUERO OS TRÊS CONSELHOS”.

O patrão novamente frisou:

“Se lhe der os conselhos, não lhe dou o dinheiro”.

E o empregado respondeu:

“Quero os conselhos”. O patrão então lhe falou:

1º CONSELHO – NUNCA TOME ATALHOS EM SUA VIDA. Caminhos mais curtos e desconhecidos podem custar a sua vida.

2º CONSELHO – NUNCA SEJA CURIOSO PARA AQUILO QUE É MAL, pois a curiosidade para o mal pode ser mortal.

3º CONSELHO – NUNCA TOME DECISÕES EM MOMENTOS DE ÓDIO OU DE DOR, pois você pode se arrepender e ser tarde demais.

Após dar os conselhos, o patrão disse ao rapaz, que já não era tão jovem assim:

AQUI VOCÊ TEM TRÊS PÃES, dois para você comer durante a viagem e o terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa.

O homem então seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele tanto amava.

Após o primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou:

“Para onde você vai?” Ele respondeu:

“Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por essa estrada”.

O andarilho disse-lhe então:

“Rapaz, este caminho é muito longo, eu conheço um atalho que é dez, e você chega em poucos dias”.

O rapaz contente começou a seguir pelo atalho, quando se lembrou do primeiro conselho, então voltou e seguiu o caminho normal.

Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada.

Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo, achou uma pensão à beira da estrada, onde pode hospedar-se.

“Pagou” a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir.

De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor.

Levantou-se de um salto só e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito.

Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho.

Voltou, deitou-se e dormiu. Ao amanhecer, após tomar café, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele não havia ouvido um grito e ele disse que tinha ouvido.

O hospedeiro: e você não ficou curioso?

Ele disse que não. No que o hospedeiro respondeu:

VOCÊ É O PRIMEIRO HÓSPEDE A SAIR DAQUI VIVO, pois meu filho tem crises de loucura, grita durante a noite e quando o hóspede sai, mata-o e enterra-o no quintal.

O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa.

Depois de muitos dias e noites de caminhada… Já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casinha, andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa.

Estava anoitecendo, mas ele pode ver que ela não estava só. Andou mais um pouco e viu que ela tinha no seu colo, um homem a quem estava acariciando os cabelos. Quando viu aquela cena, seu coração se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade.

Respirou fundo, apressou os passos, quando se lembrou do terceiro conselho. Então parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisão.

Ao amanhecer, já com a cabeça fria, ele disse:

– NÃO VOU MATAR MINHA ESPOSA E NEM O SEU AMANTE.

Vou voltar para o meu patrão e pedir que ele me aceite de volta. Só que antes, quero dizer a minha esposa que eu sempre FUI FIEL A ELA.

Dirigiu-se à porta da casa e bateu. Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira em seu pescoço e o abraça afetuosamente.

Ele tenta afastá-la, mas não consegue. Então com as lágrimas nos olhos lhe diz: – “Eu fui fiel a você e você me traiu… Ela espantada lhe responde: -” Como? eu nunca lhe trai, esperei durante esses vintes anos.

Ele então lhe perguntou:

 – E aquele homem que você estava acariciando ontem ao entardecer? E ela lhe disse:

– AQUELE HOMEM É NOSSO FILHO.

Quando você foi embora, descobri que estava grávida.

Hoje ele está com vinte anos de idade.

Então o marido entrou, conheceu, abraçou o filho e contou-lhes toda a sua história, enquanto a esposa preparava o café.

Sentaram-se para tomar café e comer junto o último pão.

APÓS A ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO, COM LÁGRIMAS DE EMOÇÃO, ele parte o pão e ao abri-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação.

Moral da Historia Caro Leitor.

Muitas vezes achamos que o atalho “queima etapas” e nos faz chegar mais rápido, o que nem sempre é verdade caro leitor. E muitas vezes somos curiosos, queremos saber de coisas que nem ao menos nos dizem respeito e que nada de bom nos acrescentará. E outras vezes, agimos por impulso, na hora da raiva, e fatalmente nos arrependemos depois…

Espero que você, caro leitor não se esqueça desses três conselhos e não se esqueça de também de CONFIAR mesmo que a vida muitas vezes já tenha te dado motivos para a desconfiança.

A bíblia diz que tudo é possível ao que crer. Creia nesses conselhos e viva cada um deles, e verá que sua vida irá mudar. E que Deus te abençoe, te livre e te guarde.

O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos;” – Provérbios: 5

Fonte: Autoria desconhecida – recebido via e-mail


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

O que você precisa dar?

Published by:

Contam que um certo homem estava perdido no deserto, prestes a morrer de sede. Foi quando ele avistou uma velha cabana desmoronando – sem janelas, sem teto, batida pelo tempo.

O homem perambulou por ali e encontrou uma pequena sombra onde se acomodou, fugindo do calor do sol desértico.

Olhando ao redor, viu uma bomba a alguns metros de distância, bem velha e enferrujada.

Ele se arrastou até ali, agarrou a manivela, e começou a bombear sem parar. Nada aconteceu.

Desapontado, caiu prostrado para trás e notou que ao lado da bomba havia uma garrafa. Ele olhou, limpou a garrafa, removendo a sujeira e o pó, e leu o seguinte recado:

“Você precisa primeiro preparar a bomba com toda a água desta garrafa”.

O homem arrancou a rolha da garrafa e, de fato, lá estava a água. A garrafa estava quase cheia de água!

De repente, ele se viu em um dilema:

Se bebesse aquela água poderia sobreviver, mas se despejasse toda a água na velha bomba enferrujada, talvez obtivesse água fresca, bem fria, lá do fundo do poço, teria toda a água que quisesse e poderia deixar a garrafa cheia para a próxima pessoa!…

Mas talvez isso não desse certo.

Que deveria fazer? Despejar a água na velha bomba acreditando que teria água fresca e fria ou beber a água velha e salvar sua vida?

Deveria perder toda a água que tinha na esperança daquelas instruções pouco confiáveis, escritas não se sabia quando?

Com relutância, o homem despejou toda a água na bomba.

Em seguida, agarrou a manivela e começou a bombear… e a bomba começou a chiar.

E nada aconteceu!

E a bomba foi rangendo e chiando.

Então surgiu um fiozinho de água; depois um pequeno fluxo, e finalmente a água jorrou com abundância!

A bomba velha e enferrujada fez jorrar muita, mas muita água fresca e cristalina. Ele bebeu da água fresca até se fartar.

Encheu a garrafa outra vez para o próximo que poderia passar, colocou a rolha e acrescentou uma pequena nota ao bilhete preso nela:

“Acredite, funciona!”

Assim acontece em nossas vidas…

Pense nisso!

Normalmente, quando planejamos nossas vidas, pensamos em receber, conquistar… Sonhamos com o dia em que o sucesso, o amor e a felicidade baterão à nossa porta e nos esquecemos que, antes de receber, precisamos DAR…

Não foi à toa que Jesus Cristo nos ensinou dizendo que é dando que se recebe!

Quer ser amado? Ame primeiro, dê o seu amor!

Quer fazer sucesso? Dê o seu esforço, a sua dedicação…

Quer perdão? Dê primeiro o seu perdão!

Quer alegria? Sorria! Desemburre!

Quer um abraço? Seja carinhoso, vá ao encontro, doe-se!

Porque é dando que se recebe…

Na história de hoje o homem fez sua escolha, apesar do risco que corria, não foi egoísta, fez a sua parte, acreditou e conquistou! O que você precisa dar para receber o que sonha? Reflita sobre isso, deixe Deus falar ao seu coração, e sua vida, com certeza, tomará uma nova direção.

Sucesso Caro leitor.

Fonte Autoria Desconhecida


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Porteiro do Puteiro: Uma lição para todos!

Published by:

Não havia no povoado pior ofício do que “porteiro do prostíbulo”. Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem? 

O fato é que nunca tinha aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício. 

Um dia, entrou como gerente do puteiro um jovem cheio de idéias, criativo e empreendedor, que decidiu modernizar o estabelecimento. 

Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções. 

Ao porteiro disse: 

– A partir de hoje, o senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços. 

– Eu adoraria fazer isso, senhor. – Balbuciou – Mas eu não sei ler nem escrever! 

– Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui. 

– Mas senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida  inteira, não sei fazer outra coisa. – Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo senhor. Vamos dar-lhe uma boa indenização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte. 

Sem mais nem menos, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer? Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ele a arrumava, com cuidado e carinho. 

Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego.  Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate mal conservado.  Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa.  Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra. 

E assim o fez. 

No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta: 

– Venho perguntar se você tem um martelo para me emprestar. 

– Sim, acabo de comprá-lo, mas eu preciso dele para trabalhar … já que..  

– Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo. 

– Se é assim, está bom. 

Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse: 

– Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim? 

– Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens mais próxima está a dois dias de viagem sobre a mula.

– Façamos um trato – disse o vizinho. 

Eu pagarei os dias de ida e volta mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento. Que lhe parece? 

Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias… Aceitou. 

Voltou a montar na sua mula e viajou. No seu regresso, outro vizinho o esperava na porta de sua casa. – Olá, vizinho. Você vendeu um martelo a nosso amigo. 

Eu necessito de algumas ferramentas, estou disposto a pagar-lhe seus dias de viagem, mais um pequeno lucro para que você as compre para mim, pois não disponho de tempo para viajar para fazer compras. 

Que lhe parece? 

O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda, um martelo e uma talhadeira. Pagou e foi embora.   E nosso amigo guardou as palavras que escutara: “não disponho de tempo para viajar para fazer compras”

Se isto fosse certo, muita gente poderia necessitar que ele viajasse para trazer as ferramentas. 

Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de dinheiro trazendo mais ferramentas do que as que havia vendido. 

De fato, poderia economizar algum tempo em viagens. 

A notícia começou a se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viagem, faziam  encomendas. 

Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia o que precisavam seus clientes. 

Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois,  comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira  loja de ferragens do povoado. 

Todos estavam contentes e compravam dele. 

Já não viajava, os fabricantes  lhe enviavam seus pedidos.  

Ele era um bom cliente. 

Com o tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, a ter de gastar dias em viagens. 

Um dia ele se lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou que este poderia fabricar as cabeças dos martelos. 

E logo, por que não, as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc.… 

E após foram os pregos e os parafusos… 

Em poucos anos, nosso amigo se transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas. 

Um dia decidiu doar uma escola ao povoado. 

Nela, além de ler e escrever, as crianças aprenderiam algum ofício. 

No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e lhe disse: – É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos concedessem a honra de colocar a sua assinatura na primeira página do livro de atas desta nova escola. 

– A honra seria minha – disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou analfabeto. 

– O Senhor?! – Disse o prefeito sem acreditar. 

O senhor construiu um império industrial sem saber ler nem escrever? Estou abismado.  Eu pergunto: 

– O que teria sido do senhor se soubesse ler e escrever? 

– Isso eu posso responder. – Disse o homem com calma. 

Se eu soubesse ler e escrever… ainda seria o PORTEIRO DO PUTEIRO!!!

UMA LIÇÃO DE  VIDA PARA NÓS

Geralmente as mudanças são vistas como adversidades. As adversidades podem ser bênçãos. As crises estão cheias de oportunidades, como aquele velho ditado enquanto alguns chora outros vende lenço. Se alguém lhe fechar as portas, não gaste energia com o confronto, procure as janelas. Lembre-se amigo leitor da sabedoria da água: A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna.”

Caro leitor que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se é grande ou pequena, o importante é comemorar cada uma delas. Não há comparações entre o que se perde por fracassar e o que se perde por não tentar. Quando você quiser saber o seu valor, procure pessoas capazes de entender seus medos e fracassos e, acima de tudo, reconhecer suas virtudes.

Fonte: Enviado via E-mail


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

O alpinista e como agir com sabedoria em situações propícias e adversas

Published by:

Você realmente confia em Deus?

Contam que um alpinista, desesperado por conquistar uma altíssima montanha, iniciou sua escalada depois de anos de preparação. Como queria a gloria só para se, resolveu subir sem companheiros.

Durante a subida foi ficando tarde e mais tarde, e ele para ganhar tempo decidiu por não acampar, sendo que continuou subindo… e por fim ficou escuro.

A noite era muito densa naquele ponto da montanha, e não se podia ver absolutamente nada. Tudo era negro, visualidade zero, a lua e as estrelas estavam encobertas pelas nuvens.

Ao subir por um caminho estreito, a apenas poucos metros do topo, escorregou e precipitou-se pelos ares, caindo a uma velocidade vertiginosa.

O alpinista via apenas velozes manchas escuras passando por ele e sentia a terrível sensação de estar sendo segurado pela gravidade. Continuava caindo… e em seus angustiantes momentos, passaram por sua mente alguns episódio felizes e outros tristes de sua vida.

Pensava na proximidade da morte, sem solução… De repente, sentiu um fortíssimo solavanco, causado pelo esticar da corda na qual estava amarrado e presa nas estacas cravadas na montanha.

Nesse momento de silencio e solidão, suspenso no ar, não havia nada que pudesse fazer, então gritou com todas as suas forças: 

– Meu Deus, me ajuda !!!

De repente, uma voz grave e profunda vinda dos céus lhe respondeu:

– Que queres que eu te faça?

 Salva-me meu Deus !!!

– Realmente crês que eu posso salvá-lo?

– Com toda certeza Senhor!!!

– Então corta a corda na qual estais amarrado

Houve um momento de silencio. Então o homem agarrou-se ainda mais fortemente à corda…

– Porque duvidas? Não crês que sou Deus e posso livrá-lo?

-Sim Senhor, mas…

Se creres verás a gloria de Deus, corta a corda!!!

Conta à equipe de resgate, que no outro dia encontraram o alpinista morto, congelado pelo frio, com as mãos agarradas fortemente à corda…

A apenas dois metros do solo…

E você caro leitor cortaria a corda?

As vezes precisamos tomar decisões que testam nossa fé em Deus. E nós que estamos tão agarrados as cordas? Será que as cortaríamos? Devemos diariamente exercitar nossa confiança em Deus lembrando-nos sempre que “O Senhor nosso Deus nos segura pela mão e nos diz: Não temas, eu te ajudo Isaias 41:13

Chegou a hora de tomar decisões importantes. Está indeciso e não tem a certeza do que fazer? O seu sucesso depende de fazer escolhas inteligentes.

Tomar decisões é uma qualificação essencial da vida que é importante para todos. Grande parte das decisões definem o percurso da carreira profissional e a qualidade da vida pessoal, no entanto, são poucas as pessoas que possuem, ou adquirem, a capacidade de tomar qualquer decisão num abrir e fechar de olhos.

Para qual caminho você vai seguir?

Tem decisões que salva a sua vida não seja igual ao alpinista que não cortou a corda e morreu congelado tenha mais fé acredite mais em Deus. Leia  Eclesiastes 7.1-29

Melhor é a boa fama do que o melhor perfume, e o dia da morte, melhor do que o dia do nascimento.

Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há festa, pois naquela se vê o fim de todos os homens; e os vivos que o tomem em consideração.

Melhor é a mágoa do que o riso, porque com a tristeza do rosto se faz melhor o coração.

O coração dos sábios está na casa do luto, mas o dos insensatos, na casa da alegria.

Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir a canção do insensato.

Pois, qual o crepitar dos espinhos debaixo de uma panela, tal é a risada do insensato; também isto é vaidade.

Verdadeiramente, a opressão faz endoidecer até o sábio, e o suborno corrompe o coração.

Melhor é o fim das coisas do que o seu princípio; melhor é o paciente do que o arrogante.

Não te apresses em irar-te, porque a ira se abriga no íntimo dos insensatos.

Jamais digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Pois não é sábio perguntar assim.

Boa é a sabedoria, havendo herança, e de proveito, para os que vêem o sol.

A sabedoria protege como protege o dinheiro; mas o proveito da sabedoria é que ela dá vida ao seu possuidor.

Atenta para as obras de Deus, pois quem poderá endireitar o que ele torceu?

No dia da prosperidade, goza do bem; mas, no dia da adversidade, considera em que Deus fez tanto este como aquele, para que o homem nada descubra do que há de vir depois dele.

Tudo isto vi nos dias da minha vaidade: há justo que perece na sua justiça, e há perverso que prolonga os seus dias na sua perversidade.

Não sejas demasiadamente justo, nem exageradamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?

Não sejas demasiadamente perverso, nem sejas louco; por que morrerias fora do teu tempo?

Bom é que retenhas isto e também daquilo não retires a mão; pois quem teme a Deus de tudo isto sai ileso.

A sabedoria fortalece ao sábio, mais do que dez poderosos que haja na cidade.

Não há homem justo sobre a terra que faça o bem e que não peque.

Não apliques o coração a todas as palavras que se dizem, para que não venhas a ouvir o teu servo a amaldiçoar-te, pois tu sabes que muitas vezes tu mesmo tens amaldiçoado a outros.

Tudo isto experimentei pela sabedoria; e disse: tornar-me-ei sábio, mas a sabedoria estava longe de mim.

O que está longe e mui profundo, quem o achará?

Apliquei-me a conhecer, e a investigar, e a buscar a sabedoria e meu juízo de tudo, e a conhecer que a perversidade é insensatez e a insensatez, loucura.

Achei coisa mais amarga do que a morte: a mulher cujo coração são redes e laços e cujas mãos são grilhões; quem for bom diante de Deus fugirá dela, mas o pecador virá a ser seu prisioneiro.

Eis o que achei, diz o Pregador, conferindo uma coisa com outra, para a respeito delas formar o meu juízo, juízo que ainda procuro e não o achei: entre mil homens achei um como esperava, mas entre tantas mulheres não achei nem sequer uma.

Eis o que tão-somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias.

Pense Nisso Caro amigo leitor.

Referencia

O alpinista – Autor desconhecido


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

A Menina que sonhava ter os olhos azuis

Published by:

Hoje eu tenho uma história para você caro leitor (a) a história de Emy uma garotinha que desejava ter os olhos azuis. Emy era uma linda menina de 3 aninhos. Ela morava em algum lugar dos EUA, em frente ao mar. Sua família era cristã. Eles iam todos os domingos à igreja e realizavam o culto doméstico…

Emy era muito feliz! Ela amava sua família e admirava os olhos azuis de seu pai, da sua mãe e de seus irmãos… Todos na casa de Emy tinham olhos azuis… Todos… MENOS… Emy!!!

O sonho de Emy era ter olhos azuis como o mar… Ah! Como Emy desejava isso!!!!

OLHOS AZUISUm dia, na escola bíblica dominical, ouviu a “tia” dizer: “DEUS RESPONDE A TODAS AS ORAÇÕES!

Emy passou o dia todo pensando nisso…

À noite, na hora de dormir, ajoelhou ao lado da sua cama e orou:

“Papai do Céu, muito obrigada porque você criou o mar que é tão bonito! Muito obrigada pela minha família. Muito obrigada pela minha vida! Gosto muito de todas as coisas que você fez e faz! Mas… gostaria de pedir, por favor, quando eu acordar amanhã, quero ter olhos azuis como os da mamãe! Em nome de Jesus, amém”.

Ela teve fé. A fé pura e verdadeira de uma criança. E, ao acordar, no dia seguinte, correu para o espelho. Olhou… E qual era a cor de seus olhos?…

CONTINUAVAM CASTANHOS CARO LEITOR!!

amy_carmichael_with_children21Por que Deus não ouviu Emy?

Por que não atendeu ao seu pedido?

Isso teria fortalecido sua fé?

Bem… Naquele dia, Emy aprendeu que um NÃO também era resposta!

A menininha agradeceu a Deus do mesmo modo…, Mas… Não entendia… Só confiava.

Anos depois, Emy foi ser missionária na Índia.

Ela “comprava crianças para Deus” (as crianças eram vendidas por suas famílias – que passavam fome – para serem sacrificadas no templo, e Emy as “comprava” para libertá-las desse sacrifício). Mas, para poder entrar nos “templos” da Índia, sem ser reconhecida como estrangeira, precisou se disfarçar de indiana: passou pó de café na pele, cobriu os cabelos, vestiu-se como as mulheres do local e entrava livremente nos locais de venda de crianças.

Emy podia caminhar tranquila em todo “mercado infantil”, pois aparentava ser uma indiana.

Um dia, uma amiga missionária olhou para ela disfarçada e disse:

“Puxa Emy! Você já pensou como você faria para se disfarçar se tivesse olhos claros como os de todos da sua família? Que Deus inteligente nós servimos… Ele lhe deu olhos bem escuros, pois sabia que isso seria essencial para a missão que lhe confiaria depois!”.AMY_CARMICHAEL

Essa amiga não sabia o quanto Emy havia chorado na infância por não ter olhos azuis…, Mas Emy pôde, enfim, entender o porquê daquele
não de Deus há tantos anos! Bem… O que eu queria dizer com essa longa e bela história?

Apenas dizer que DEUS ESTÁ NO CONTROLE DE TUDO!!!

Ele conhece cada lágrima que já rolou do canto dos seus olhos… Ele sabe que, talvez, você quisesse ”olhos de outra cor”… Ele ouve, sim, TODAS as orações…, Mas Ele as responde de modo sábio!

Concurseiro não precisa chorar se seus olhos continuam castanhos, ou se você ainda não foi atendida (o) como gostaria. DEUS TEM O CONTROLE DE TUDO!!! Amigo ou amiga que está lendo esta mensagem tenha sempre está certeza no seu coração!!!

Essa é a história verídica da menina que iria ter olhos azuis. A História de Emy ou Amy Carmichael. Ela é autora do texto que corre pela web como autor desconhecido.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Vale a Pena Ler, Por Favor, Não Deixe De Ler!

Published by:

Eu sempre recebo muitos e-mails com aquelas “historinhas emocionantes” em Power-Point. Textos dramáticos com figuras melancólicas e uma musiquinha de fundo triste tentando nos comover. Recebi essa pequena história como sempre deixei guardada para o momento certo e hoje decidir que era o momento certo de compartilhar com você caro amigo, pois trata de um assunto bem pertinente: Casamento, família o nosso maior bem.

Vale a Pena Ler, Por Favor, Não Deixe De Ler! 

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: “Tenho algo importante para te dizer”. Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando.Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente. 

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: “Por quê?”.

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou “você não é homem!” Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouvi-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Sentindo-me muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia, mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.

Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e volteia dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possível. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepara-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca, mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a ideia totalmente absurda. “Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio”, disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo “O papai está carregando a mamãe no colo!” Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho “Não conte para o nosso filho sobre o divórcio” Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito,eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela.

Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior como corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles, mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse “Todos os meus vestidos estão grandes para mim”. Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso… Ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração…. Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse “Pai, está na hora de você carregar a mamãe”. Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de ideia agora que estava tão perto do meu objetivo.

Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu assegurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras:”Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo”.

Eu não consegui dirigir para o trabalho… Fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de ideia…Subi as escada – se bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela “Desculpe Jane. Eu não quero mais me divorciar”.

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa “Você está com febre?” Eu tirei sua mão da minha testa e repeti “Desculpe Jane”. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor.

Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Deu-me um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouvi-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: “Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe”.

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama – morta.

Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio – e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos, todas as manhãs. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Fonte: Autoria desconhecemos

Conclusão do site desta bela historia 

São os pequenos detalhes de nossa vida caro leitor que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício à felicidade, mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz! Se você não compartilhar esse texto com alguém, nada vai te acontecer caro amigo leitor. Mas se escolher compartilhar para alguém, talvez você esteja salvando um casamento. Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do felicidade e preferiram desistir. Valorize quem realmente te ama amigo leitor. Não deixe para dizer eu te amo quando ela estiver deitada num caixão. 


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Lute pelos seus Sonhos

Published by:

Você tem sonhos? Você luta pela realização dos seus sonhos? Já imaginou estar num lugar onde todos ao seu redor, dizem que é impossível?

É incrível, mas quando determinamos algo para nossas vidas escolhendo pagar o preço para conquistarmos nossos sonhos, tudo conspira a nosso favor e tudo começa a acontecer.

Claro, que não é da noite para o dia, pode levar anos e anos, mas quando acontece o sentimento de vitória é muito maior do que os percalços e desafios que apareceram no caminho e que precisaram ser superados um por um.

Lembre-se: “Sonhos não foram feitos apenas para serem sonhados, mas para serem vividos e também realizados.” (autor desconhecido)

Só você conhece a sua força interior.

Lembre-se dessa historia:

“Certa vez Duas crianças estavam patinando num lago congelado da Alemanha. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas.

De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou. A outra, vendo seu amiguinho preso e congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:

– Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!

Nesse instante, um sábio que passava pelo local, comentou: Eu sei como ele conseguiu.

Todos perguntaram: Pode nos dizer como? É simples, respondeu o sábioNão havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.”

Lembre-se sempre:

Seja “surdo” quando alguém lhe diz que você não pode realizar seus sonhos faça como esta criança que salvou seu amiguinho. Não deixar ninguém ter dizer que não pode porque você pode você é capaz de realizar todos seus sonhos. 


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

18 filmes que todo concurseiro deveria assistir

Published by:

Passar em concurso público é um daqueles tipos de missão que tomam a vida como um todo e exigem o máximo possível de dedicação. Entretanto, a rotina de livros, simulados e editais pede uma vez ou outra, um respiro ou uma espécie de “pit stop” para receber uma dose extra de ânimo.

O cinema assumir um papel importante nesse processo de olhar para dentro de si mesmo e encontrar forças onde já parece não existir. Pensando nisso fizemos uma lista de 18 filmes para que você, concurseiro, tenha o prazer de manter o foco nos estudos e seguir em frente nesta jornada da sua vida!

1. O Equilibrista

O documentário conta a saga de Philippe Petit até atravessar, sob um cabo de aço, o espaço que separava as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York. O fato aconteceu em 1974, mas o planejamento para que o feito fosse bem sucedido começou muitos anos antes.

2. Rocky Balboa

No último filme da franquia, Rocky Balboa está aposentado dos ringues e vive uma vida sem sentido. É, então, convidado para lutar contra o principal boxeador do momento que também vive uma crise pessoal.

3. À procura da felicidade

Chris Paul Gardner era vendedor de aparelhos médicos que estavam em decadência no mercado. Com apenas 21,39 dólares no bolso e vivendo em albergues com o filho, ele decidiu se tornar corretor de ações. A trama retrata o período em que ele atuou em um estágio não remunerado de uma grande corretora. E mostra como ele se tornou milionário.

4. Prova de Fogo

Akkelah Anderson tem 11 anos e, diante de si, o maior desafio que uma criança poderia enfrentar: concorrer ao National Spelling Bee, a mais importante competição de soletrar do mundo.

5. Poder além da vida

Dan Millman é um talentoso ginasta com promessas muito palpáveis de subir ao topo do pódio olímpico. Um acidente, contudo, coloca um pretenso ponto final nos sonhos dele de chegar ‘as olimpíadas.

6. Desafiando gigantes

Grant Taylor é treinador de futebol americano que mantém um currículo medíocre – de raríssimas vitórias.

7. Coach Carter

Em Richmond, na Califórnia, Ken Carter retorna para o colégio em que estudou na adolescência para atuar como técnico do time de basquete.

8. Tempo de Recomeçar

George Monroe, um arquiteto de meia idade, descobre que tem câncer e pouco tempo de vida. O filme mostra como ele organiza a vida em função do tempo que lhe resta

9. Um domingo qualquer

Em algumas carreiras, o tempo é perverso. E os jogadores do time de futebol americano Sharks de Miami sentem isso na pele. Após três derrotas consecutivas, eles precisam agir rápido para mudar sua sina.

10. A sociedade dos poetas mortos

O personagem interpretado por Robin Willians assume a cadeira de literatura da tradicional Welton Academy. Seus métodos de ensino, contudo, levam os alunos a questionamentos que geram um choque cultural dentro da ortodoxa instituição.

11. O homem que mudou o jogo

Longe de ser um filme sobre esporte, O homem que mudou o jogo mostra como o treinador Billy Beane (Brad Pitt) fez o Oakland Athletics se destacar na liga nacional de beisebol. A grande sacada de Beane para fazer isso foi analisar estatísticas da equipe, que tinha a menor folha salarial entre as competidoras.

12. A rede social

A rede social conta a história de Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg), o fundador do Facebook, mostrando a criação da rede dentro da universidade Harvard, em 2003. Mostra sua controversa relação com outros fundadores, como o brasileiro Eduardo Saverin (Andrew Garfield), e com empreendedores, como Sean Parker (Justin Timberlake), o primeiro presidente do Facebook.

13. Quem quer ser um milionário

Um dos maiores sucessos recentes do cinema indiano, Quem quer ser um milionário mostra o jovem Jamal Malik (Dev Patel) num famoso programa de perguntas e respostas na TV. Jamal busca em sua própria história, marcada por uma infância miserável e violenta, as respostas para as questões perguntadas pelo apresentador. É um exemplo de busca de força interior, algo essencial para empreendedores.

14. Jerry Maguire – A grande virada

Depois de uma crise de consciência, o bem-sucedido agente esportivo Jerry Maguire escreve um documento defendendo que os agentes deveriam cuidar da carreira dos atletas de forma mais humana, ainda que isso significasse ganhar menos. Depois disso, acaba sendo demitido da consultoria onde trabalhava e perde seus clientes, à exceção do jogador de futebol americano Rod Tidwell (Cuba Gooding Jr). Jerry Maguire – A grande virada é um filme que mostra como é possível vencer depois de um fracasso.

15. Tucker – Um homem e um sonho

Baseado numa história real, o filme mostra a trajetória de Preston Tucker (Jeff Bridges), um empreendedor que tinha o sonho de criar um carro à frente de seu tempo. Depois da Segunda Guerra Mundial, ele construiu o Trucker Torpedo, um carro mais seguro e veloz que os concorrentes da época. O projeto, no entanto, não deslanchou, pois sofreu com o lobby da indústria automobilística americana.

16. O segredo do meu sucesso

O jovem Brantley Foster (Michael J. Fox) deixa uma cidadezinha no Kansas para tentar o sucesso em Nova York. Ao chegar lá, as coisas não saem como planejadas e ele se vê obrigado a pedir um emprego ao tio, Howard Prescott (Richard Jordan), que controla uma empresa milionária. Como o trabalho é modesto, Brantley, decide levar uma vida dupla, criando um personagem chamado Carlton Whitfield, um executivo de ideias brilhantes, mas que ninguém sabe de onde veio.

17. Wall Street – Poder e cobiça

Wall Street – Poder e cobiça mostra que se você quer ser bem-sucedido, precisa enfrentar riscos. Bud Fox (Charlie Sheen) é um corretor ambicioso que trabalha no mercado financeiro. Certo dia dá ao bilionário Gordon Gekko (Michael Douglas) algumas informações sigilosas e acaba se tornando seu discípulo, abrindo mão de ética, valores e escrúpulos para ter sucesso.

18. O Poderoso Chefão

A clássica trilogia dispensa muitas recomendações e mostra a trajetória da família Corleone e seus negócios ilícitos. Mostra as vantagens e as desvantagens de empreender (estudar) “em família” (Grupo).


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO 

Os 5 D do Concurseiro Vencedor

Published by:

Decisão (começo agora…).

Determinação (vou até conseguir…).

Dedicação (vou dar o melhor…).

Disciplina ( Todos os dias…).

Desapego (Tudo que atrapalha) 

DECISÃO

Tome a decisão de ir além concurseiro. Usar o poder da decisão lhe dá a capacidade de superar qualquer justificativa para mudar toda e qualquer parte de nossa vida num instante.

DETERMINAÇÃO

Determinação representa quando suas ações e palavras se encontram. É incrível, mas quando determinamos algo para nossas vidas e escolhemos pagar o preço para conquistarmos nossos sonhos, tudo conspira a nosso favor e tudo começa a acontecer.

Claro, que não é da noite para o dia, pode levar anos e anos, mas quando acontece o sentimento de vitória é muito maior do que os percalços e desafios que apareceram no caminho e que precisaram ser superados.

Lembre-se: “Sonhos não foram feitos apenas para serem sonhados, mas para serem vividos e também realizados.” (autor desconhecido).

DEDICAÇÃO

Dedicação será sempre importante quando você tenta alcançar as suas metas. Você deve estar preparado para ter de fazer alguns sacrifícios no caminho para fazer os seus sonhos virarem realidades.

DISCIPLINA

A disciplina é um alicerce para todos.  A administração do seu tempo e horário também faz parte da disciplina.  

DESAPEGO

Desapega de tudo aquilo que tira você concurseiro do seu foco. Não se atenha a detalhes, nem à memorização inútil. Entenda a lógica por trás de certo assunto, por que ele aconteceu daquela maneira, movimentos políticos, entre outros. Não se prenda a minúcias e tente resumir os assuntos o máximo possível.

Desapega daqueles amigos que não tem o mesmo objetivo que o seu e que só quere saber de baladas e curtição. Vamos desapegar concurseiro!

Os 5 “D” são 5 pequenas palavras, mas que cada uma destas cinco palavras pode vir a fazer a diferença em nossas vidas. Elas fizeram a diferença para a mim! Eu acredito que você não só vai continuar a ter seus sonhos, como vai trabalhar duro para fazer deles realidade.

Lembre-se concurseiro: O importante é ter o nome na lista.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863 para envio. Não se esqueça de se identificar.


Conheçam, Acompanhem, CURTAM: JusRO