Author Archives: Redação da Revista JusRO

About Redação da Revista JusRO

Revista Jurídica JusRO proporcionando desde 2008 um espaço dinâmico para a divulgação de noticias jurídicas, artigos jurídicos, trabalhos acadêmicos, roteiros de aulas. Torne-se um seguidor, contribua e participe você também!

30 Sintomas de pobreza do Advogado

Published by:

1. Depois de 5 anos de formado, descobrir que não vai ganhar dinheiro como advogado e prestar concurso para Oficial de Justiça;

2. ‘Incorporar’ ao escritório uma imobiliária, despachante, serviço de Junta Comercial ou de cópias xerográficas;

3. Convencer a mulher a trabalhar como secretária (para não ter de pagar salário);

4. Ensinar à secretária a fazer as petições mais simples, para não ter de pagar estagiário;

5. Ir a casamentos, batizados ou festas de aniversário usando o anel de formatura e o broche da OAB ou do escritório preso ao terno;

6. Ir a qualquer evento social e distribuir o seu cartão para todo mundo (inclusive manobristas, garçons…);

7. Trazer garrafa térmica com água quente de casa e servir café solúvel aos clientes;

8. Aceitar fazer uma execução de 100 reais e tentar fazer um acordo;

9. Tentar a conversão de uma separação litigiosa em consensual para receber os honorários mais depressa;

10. Dizer ao estagiário: ‘O seu maior pagamento é o que você aprende aqui’;

11. Lembrar todos os dias ao estagiário que cursa quinto ano da faculdade que ‘gratidão é uma coisa muito importante’;

12. Perder prazo e colocar a culpa no estagiário;

13. Tentar convencer amigos e parentes que queiram prestar vestibular para Direito a não fazê-lo, alegando que o mercado já está muito saturado;

14. Economizar o dinheiro do almoço, passando vinte vezes na sala da OAB no Fórum para tomar café e comer bolacha de graça (a despeito da anuidade, mas esta também não é paga);

15. Quando se envolver em alguma discussão no trânsito, dizer: ‘Você sabe com QUEM está falando?’ – e mostrar a carteira da OAB;

16. Dar carteirada de OAB no guarda;

17. Ter dois ou mais adesivos de ‘Consulte sempre um Advogado’ nos vidros do carro;

18. Ir ao fórum, OAB ou Procuradoria para saber se ‘pintou’ alguma coisa;

19. Entulhar as prateleiras do escritório com um monte de livros que você nunca leu;

20. Ter aquela ‘balancinha’ de latão pintada de amarelo sobre a mesa do escritório;

21. Gravar na secretária eletrônica de casa: ‘Residência do DOUTOR FULANO DE TAL….;

22. Ir visitar a mãe e orientar a secretária para dizer que você está em um congresso;

23. Ficar sem emprego por mais de um ano e dizer que está estudando para concurso da Magistratura;

24. Ficar de olho nos fotógrafos em eventos, em uma foto que possa ser publicada no jornal (nem que seja atrás de alguém) e se for mesmo recortá-la e colar na parede do escritório;

25. Garantir ao cliente que a causa está ganha e, quando a coisa ficar preta, substabelecer;

26. Comprar a ‘Agenda do Advogado’ e anotar os compromissos em guardanapos de papel;

27. Vender produtos da HERBALIFE ou da JEQUITI no escritório (!!!);

28. Vender rifa no escritório;

29. Ofender-se com piadas de advogados; E, finalmente….

30. SER É ADVOGADO, LEU ESTE TEXTO E NÃO COMPARTILHAR O LINK COM SEUS AMIGOS NAS REDES SOCIAIS !!!

Fonte: Autoria desconhecida corrente do extinto ORKUT 

O advogado e o Gerente de Banco

Published by:

O Advogado chega ao banco e fala para o gerente:
– Eu quero fazer um empréstimo.
Surpreso, o gerente pergunta para o Advogado:
– Você, Advogado, querendo um empréstimo? De quanto?
– Um real.
– Um real?
– Ah, isso eu mesmo te dou.
– Não, não! Eu quero emprestado do banco mesmo! Um real!
– Bem, são 12% de juros, para 30 dias…
– Sem problema! Vai dar um real e doze centavos. Onde eu assino?
– Um momento, Sr. O banco precisa de uma garantia. Sabe como é né? Essas são as normas.
– Pode pegar meu Honda Civic zerinho, que tá aí fora e deixa guardado na garagem do banco, até eu pagar o empréstimo. 
– Tá bom assim?
– Feito!!!
Chegando em casa, o Advogado diz para a mulher:
– Pronto, nós já pode viajar para Paris sem preocupar.
Consegui deixar o Honda Civic no estacionamento do Banco Bradesco por 30 dias, e eu somente vou pagar doze centavos de estacionamento!

😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂
Advogado é outro nível 😌

6 Curiosidades do mundo jurídico brasileiro

Published by:

1º Você sabia que a OAB foi fundada em 1.931? Quase um século depois do IAB – Intituto dos Advogados do Brasil criado em 07 de agosto de 1.843.

2º Você sabia que o Dia Nacional dos Estudantes, 11 de agosto, é comemorado na mesma data em que se celebra a fundação dos cursos de ciências jurídicas em São Paulo e Olinda e a criação da UNE. Nessa data, comemora-se ainda o Dia do Advogado, celebrado com o tradicional “pendura”.

3º Você sabia que o primeiro Referendo realizado no Brasil foi em 06 de janeiro de 1963, durante a gestão de João Goulart. Tratou sobre o sistema de governo, o país havia adotado o sistema Parlamentarista e com o referendo retornou ao Presidencialista.

4º Você sabia que o primeiro afro-descente a integrar o Supremo Tribunal Federal não Joaquim Barbosa e sim O Dr. Pedro Augusto Carneiro Lessa, Jurista, Professor da USP, Magistrado e Político, em 1907?  Leia Os Diamantes Negros do Supremo

5º Você sabia que a primeira Faculdade de Direito do Brasil foi fundada na cidade de Olinda em 11 de agosto de 1.827?

6º Você sabia que o Regimento Régio de 17 de dezembro de 1548, promulgada por Dom João III, sendo considerado a primeira constituição brasileira?

Pergunta & Resposta: Conselho Tutelar recebeu noticia de crime contra criança o que fazer?

Published by:

Ola Boa Noite Sou Conselheiro Tutelar e nosso Conselho Tutelar recebemos diariamente notícia de prática de crime contra criança ou adolescente? O que podemos Fazer?

Ola Conselheiro sempre que o Conselho Tutelar receber uma notícia da prática, de crime contra criança ou adolescente, vocês deve levar o caso imediatamente ao Ministério Público (ver art. 136, inciso IV, do ECA), sem prejuízo de se prontificar a aplicar, desde logo, medidas de proteção à criança ou adolescente vítima, bem como realizar um trabalho de orientação aos seus pais ou responsável.

A avaliação do caso acerca da efetiva caracterização ou não do crime somente cabe ao Ministério Público e jamais ao conselho tutelar após a devida investigação do fato pela autoridade policial (Policia Civil). A propósito, conselheiro o Conselho Tutelar não é órgão de segurança pública, e não lhe cabe a realização do trabalho de investigação policial, substituindo o papel da polícia civil.

O Conselho Tutelar pode fazer é se prontificar a auxiliar a autoridade policial no acionamento de determinados serviços municipais que podem intervir desde logo (como psicólogos e assistentes sociais com atuação junto aos CREAS/CRAS, CAPs e outros serviços públicos municipais), inclusive para evitar a “revitimização” da criança ou adolescente, quando da coleta de provas sobre o ocorrido. 

Essa intervenção por parte Conselho Tutelar quanto dos referidos profissionais e autoridades que devem intervir no caso, no entanto, deve invariavelmente ocorrer sob a coordenação da autoridade policial (ou do Ministério Público), inclusive para evitar prejuízos na coleta de provas.

Conselheiro lembramos que, em casos semelhantes, é preciso proceder com extrema cautela, diligência e profissionalismo, de modo a, de um lado, responsabilizar o(s) agente(s) e, de outro, proteger a(s) crianças e adolescentes vítima(s).

O próprio Conselho Tutelar pode, se necessário por intermédio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) local, estabelecer um “fluxo” ou “protocolo” de atendimento interinstitucional, de modo que sejam claramente definidas as providências a serem tomadas quando da notícia de casos de violência contra crianças e adolescentes, assim como as responsabilidades de cada órgão, de modo que o fato seja rapidamente apurado e a vítima receba o atendimento que se fizer necessário por quem de direito.

Em qualquer caso, é preciso ficar claro que todos os órgãos, serviços e autoridades co-responsáveis pelo atendimento da criança ou adolescente vitima devem agir em regime de colaboração. É preciso, colocar em pratica a tão falada “rede de proteção à criança e ao adolescente”, através da articulação de ações e da integração operacional entre os órgãos co-responsáveis pelo atendimento da criança e ao adolescente.

Dois Dedos de Prosa do Programa do Ratinho com Jair Bolsonaro

Published by:

Em entrevista ao programa do Ratinho da último dia 15 de março de 2017, Jair Bolsonaro fala sobre sua candidatura à presidência da República em 2018. O polêmico deputado garante: “Tenho quase certeza que irei para o segundo turno. O Brasil precisa de alguém que tenha pulso forte”.  Caso perdeu a entrevista o SBT disponibilizou na íntegra a entrevista de Jair Bolsonaro. Assista e deixa o seu comentário. 


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Juiz sabe como Mitar: Novo Longa manus do Juízo

Published by:

MANDADO DE BUSCA, APREENSÃO E INSTITUCIONALIZAÇÃO

O Exmo, Sr. Dr. XXXXXX, MM. Juiz de Direito da Vara Criminal, da Infância e da Juventude, nesta Comarca, na forma da lei, etc.

MANDA que o Conselho Tutelar e, caso necessário, com o apoio da Polícia Militar, PROCEDA com as cautelas legais a BUSCA APREENSÃO E INSTITUCIONALIZAÇÃO do menor XXXXXXXXX, nascido aos 06/09/20xx, filho de XXXXX e XXXXX, acolhido na XXXX, nesta cidade, tendo evadido em 23/08/2016, CUMPRIDO, DEVE O MENOR SER IMEDIATAMENTE INSTITUCIONALIZADO NA XXXX , DEVENDO ESTE JUÍZO SER COMUNICADO IMEDIATAMENTE QUANDO DO CUMPRIMENTO DO PRESENTE. DESPACHO: “(…) Expeça-se mandado de busca e apreensão, com validade de 06 (seis) meses, devendo o feito ficar sobrestado até a efetiva institucionalização do menor. (…)” xxxx, 14 de setembro de 2016. (a) xxxx, Juiz de Direito.

Expedido nos Autos: 04xx.0x.xxxx-1

Na forma e sob as penas da lei 

Cumpra-se

XXXX-XX, 25 de Outubro de 2016.

Eu, _________, XXXX. Escrevente Judicial, que o digitei, por ordem do MM, Juiz de Direito

XXXX

Juiz de Direito

Vara da Infância e Juventude

Fonte: Recebido Via WhatsApp


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Prerrogativas que direito é esse?

Published by:

QUE DIREITO É ESSE?

ENTENDA AS PRERROGATIVAS E CONHEÇA ESSE DIREITO

Você conhece as prerrogativas da advocacia, sabe identificar eventuais abusos contra o seu exercício profissional e se defender deles?

Confira mais em www.prerrogativas.org.br e garanta o pleno direito de seus clientes?

#PrerrogativasDaAdvocacia #PenalizaçãoJá 


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Juiz nega ação de R$ 2 milhões por pizza com pouco molho e muçarela

Published by:

O juiz Gustavo Dall’Olio da 8ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, extinguiu sem resolução de mérito uma ação movida contra uma empresa do ramo de alimentação que pedia indenização na quantia de R$ 2 milhões por danos morais por falta de molho de tomate e “quantidade ínfima de calabresa e muçarela” nas pizzas prontas.

Para deferir a sentença, o juiz classificou que “pouca ou muita quantidade” de molho e cobertura “não corporifica interesse processual”, por isso, não faz jus “à necessidade de socorrer-se do Poder Judiciário”. 

O juiz Dall’Olio sugeriu que a autora do processo noticie a suposta lesão aos órgãos competentes. Ele também negou a gratuidade do pagamento da requerente ao advogado porque, segundo o processo, o próprio advogado havia enviado vários e-mails à empresa reclamando da quantidade de molho, queijo e calabresa na pizza.

O processo da Pizza acabou em pizza. 

Noticia referente ao Processo nº 1022203-37.2016.8.26.0564


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Tabela Para Serviços Especiais 2017

Published by:

Muitos estudantes de direito sonham com a advocacia. Direito não é um curso fácil, pois abrange várias áreas. A maioria dos estudantes se entregam aos livros, se apaixonam pelas doutrinas e jurisprudências durante os cinco anos da faculdade, ao encarar a prática jurídica do lado de fora da faculdade percebem que há muito ainda o que aprender.

A batalha do advogado não é tão fácil como vemos nos filmes hollywoodianos, requer muito estudo, esforço e dedicação. Por mais difícil que seja, nunca deixe que a sua vontade de exercer a advocacia seja adormecida. Muitos obstáculos surgem durante esta caminhada, VALORIZE-SE NOBRE COLEGA. A vitória chegará, basta acreditar. Enquanto isso encare a profissão de advogado com estilo e com bom humor.

Falando em bom humor veja abaixo uma Tabela Para Serviços Especiais 2017:

Besteirinha: R$ 900,00

Tirar uma dúvida: R$ 1.200,00

Quebra galho de Amigo: R$ 1.500,00

Não precisa ser muito profissional: R$15.000,00

Ver Como Fica: R$ 1.500,00

Mudar só isso: R$ 1000,00

Consultinha: R$ 500,00

Só uma olhadinha no processo: R$100,00

Só uma ida no fórum:  R$100,00

Só ver o que está acontecendo: R$150,00

Consulta por telefone/ WhatsApp: R$ 350,00

Com Vade Mecum eu falaria com juiz: R$500,00

Coisa Rápida:  R$500,00

Só uma audiência: R$800,00

Dr já sei o que é: R$1.000,00

Favorzinho:  R$2.500,00

Vai ser bem simples:R$4.000,00

Meu parente: R$5.000,00

Meu amigo: R$5.500,00

Na cortesia DR: R$6.000,00

Dr outro advogado é mais barato: R$8.500,00

Consertar a cagada do outro que fez barato: R$10.000,00 ou mais depende da cagada

CLIENTE, VALORIZE SEU ADVOGADO.

ADVOGADO, VALORIZE-SE.

NINGUÉM É MELHOR DO QUE VOCÊ PARA SABER O VALOR DE SEU SERVIÇO.

campanha-nacional-honorarios


O blog é aberto a todos, mesmo que você não concorde, sinta-se livre para expressar suas opiniões no espaço de comentário logo abaixo. Lembrando: Para evitar problemas jurídicos o Site JusRO não aceitará qualquer tipo de Comentários Ofensivos, por mais ‘inocentes’ que sejam contra qualquer tipo de pessoa, instituições ou Grupo Religiosos.

Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 9.9987-6863. Não se esqueça de se identificar.

Os 50 livros que todo advogado deve ler para atuar no Tribunal do Júri

Published by:

1) A Arte de Acusar, por JB Cordeiro Guerra

2) A Beca Surrada, por Alfredo Tranjan

3) A Defesa em Ação, por Laércio Pellegrino

4) A Defesa Tem a Palavra, por Evandro Lins e Silva

5) A Espada de Dâmocles, por Valda O. Fagundes

6) A Instituição do Júri, por Frederico Marques

7) A Lógica das Provas em Matéria Criminal, por Malatesta

8) A Matemática nos Tribunais, por Schneps e Colmez

9) A Mentira e o Delinquente, por Sousa Neto

10) A Revolução das Palavras, por Pedro Paulo Filho

11) Advocacia Criminal, por Manoel Pedro Pimentel

12) Agenda Literária para Júri, por Lilia A. Pereira da Silva

13) As Alterações no Processo Penal, por Roberto Parentoni

14) As Misérias do Processo Penal, por Carnelutti

15) Como Julgar, Como Defender, Como Acusar, por Roberto Lyra

16) Crimes e Criminosos Celebres, por Raimundo de Menezes

17) Defesas Penais, por Romeiro Neto

18) Defesas que Fiz no Júri, por Dante Delmanto

19) Discurso do Método/Meditações, por Descartes

20) Discursos de Acusação, por Henrique Ferri

21) Discursos de Defesa, por Henrique Ferri

22) Do Espírito das Leis, por Montesquieu

23) Dos Delitos e das Penas, por Beccaria

24) Ensaios sobre a Eloquência Judiciária, por Maurice Garçon

25) Famosos Rábulas no Direito Brasileiro, por Pedro Paulo Filho

26) Grandes Advogados, Grandes Julgamentos, por Pedro Paulo Filho

27) Grandezas e Misérias do Júri, por José Aleixo Irmão

28) Júri, por Firmino Whitaker

29) Júri: As Linguagens Praticadas no Plenário, por Thales Nilo Trein

30) No Plenário do Júri, por João Meireles Câmara

31) O Advogado e a Defesa Oral, por Vitorino Prata Castelo Branco

32) O Advogado e a Moral, por Maurice Garçon

33) O Advogado não pede, Advoga, por Paulo Lopes Saraiva

34) O Advogado no Tribunal do Júri, por Vitorino Prata Castelo Branco

35) O Delito de Matar, por Olavo Oliveira

36) O Dever do Advogado, por Rui Barbosa

37) O Direito de Calar, por Serrano Neves

38) O Direito de Defesa, por LA Medica

39) O Júri sob todos os aspectos, por Roberto Lyra

40) O Salão dos Passos Perdidos, por Evandro Lins e Silva

41) Orações, por Marco Túlio Cícero

42) Os Grandes Processos do Júri, por Carlos de Araújo Lima

43) Prática da Advocacia Criminal, por Roberto Parentoni

44) Princípios de Direito Criminal: O Criminoso e o Crime, por Ferri

45) Psicologia Judiciária, por Enrico Altavilla

46) Reminiscências de um Rábula Criminalista, por Evaristo de Morais

47) Sermões: A Arte da Retórica, por Padre Antônio Vieira

48) Tática e Técnica da Defesa Criminal, por Serrano Neves

49) Tratado da Prova em Matéria Criminal, por Mittermaier

50) Tratado de Argumentação: a nova retórica, por Perelman e Olbrechts-Tyteca

51)  Extra: Bíblia

Os 50 livros que todo advogado deve ler para atuar no Tribunal do Júri indicados por Roberto Parentoni Com militância na Advocacia Criminal e no Tribunal do Júri desde 1991, tendo participado de mais de 250 Plenários.

Fonte: Informação do site canalcienciascriminais.com.br